Especificação

Diretoria da ANP aprova consulta para definir nova especificação do biodiesel


BiodieselBR.com - 04 nov 2021 - 18:57

O biodiesel consumido no Brasil está mais perto de ganhar uma nova especificação. A Diretoria Colegiada da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou, na reunião realizada na tarde de hoje (04), a abertura do processo de consulta pública que deverá aparar as últimas arestas no texto que vai substituir de uma vez por todas a Resolução 45/2014.

Segundo a diretora Symone Araújo, como parte do esforço desenvolvido pela agência reguladora para preparar o caminho para a adoção do B15 a partir de março de 2023, foi realizado estudo coordenado pelo Centro de Pesquisas e Análises Tecnológicas (CPT) que avaliou o comportamento tanto do biodiesel em estado puro e das misturas entre 15% e 30% de biodiesel no óleo diesel mineral. Além disso, entre julho e outubro deste ano foram realizadas reuniões técnicas com atores do mercado para verificar os possíveis impactos e levantar contribuições sobre as mudanças pretendidas.

“Conclui-se que as primeiras mudanças devem ser realizadas nos contaminantes do biodiesel”, explicou Symone antecipando que o novo biodiesel deverá ter menos monoglicerídeos e contaminantes metálicos. Os limites máximos para sódio, potássio, cálcio e magnésio serão reduzidos pela metade – caindo de 5 para 2,5 partes por milhão (ppm). O limite de fósforo passa de 10 para 3 ppm.


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR