Pesquisa

Projeto sobre biodiesel é premiado pela AEA


A Voz da Cidade - 10 jul 2019 - 09:12

Um projeto relacionado aos impactos do biodiesel na cadeia do diesel foi um dos ganhadores do XIII Prêmio AEA de Meio Ambiente. Liderado por uma dupla de professores de engenharia da Estácio Resende, o trabalho sobre o descarte adequado dos filtros usados separação de água e óleo diesel foi o vencedor da categoria Responsabilidade Ambiental. O troféu foi entregue durante cerimônia realizada em São Paulo.

Os autores do estudo foram Sérgio Amaral e Eloisa Parkutz que se debruçaram sobre a redução da performance de separação de água e de vida dos injetores foi inscrito para disputar. Intitulado ‘Aumento de descarte de pré-filtro separadores água/óleo diesel gerados pelo aumento da porcentagem do biodiesel’, o projeto tem como principal objetivo a inclusão do descarte dos filtros separadores água/diesel na Política Nacional de Resíduos Sólidos.

De acordo com Eloisa, a tendência de aumento da porcentagem da mistura de biodiesel no diesel fóssil é uma realidade e traz benefícios econômicos e sociais para o país. “Isso proporciona o aumento da geração de empregos, aumento da renda per capta, aumento de arrecadação dos municípios, possibilidade de melhoria dos setores de saúde, educação, segurança e da qualidade de vida dos habitantes”, explica acrescentando, no entanto, que é preciso também ponderar adequadamente os eventuais impactos.

É o caso, por exemplo, de aumentar o controle sobre os filtros para coibir seu descarte incorreto; evitando a contaminação do solo e das águas. O biodiesel tem uma tendência maior de absorver a umidade do ar levando a um acúmulo de água no fundo dos tanques o que leva a um aumento do desgaste dos elementos filtrantes usados.

Com adaptação BiodieselBR.com

Tags: Pesquisa AEA