Soja

Soja despenca 2,6% na Bolsa de Chicago pressionada por coronavírus


Agência Safras - 02 abr 2020 - 10:09

A soja fechou esta quarta-feira (01) com perdas de até 2,62% na Bolsa de Chicago. De acordo com a consultoria Safras, a forte baixa foi motivada pelas preocupações com a pandemia do coronavírus e seu impacto sobre a economia mundial, que ressurgiram com força.

“Petróleo e bolsas de valores caíram com força, em meio ao alastramento do coronavírus no mundo e, também, com números expressivos de casos e mortes nos Estados Unidos. O cenário deflagrou vendas técnicas e fez a soja fechar perto das mínimas do dia”, informa.

Os contratos da soja em grão com entrega em maio fecharam com baixa de 23,25 centavos ou 2,62% em relação ao fechamento anterior, a US$ 8,82 por bushel. A posição julho teve cotação de US$ 8,67 por bushel, com baixa de 22,25 centavos ou 2,5%.

Nos subprodutos, a posição maio do farelo fechou com baixa de US$ 6,60 ou 2,05% a US$ 314,90 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em maio fecharam a 26,05 centavos de dólar, baixa de 0,96 centavo ou 3,55% na comparação com o fechamento anterior.