Soja

Abiove prevê que Brasil exportará 18% menos soja, ante 2018


BiodieselBR.com - 13 jun 2019 - 09:20

A Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) prevê que a exportação de soja do Brasil, em 2019, será 18,5% menor que o volume exportado em 2018. Ou seja, o país deve embarcar 68,1 milhões de toneladas do grão, contra as 83,6 milhões de toneladas do ano passado. Segundo a entidade, isso é reflexo da redução na demanda chinesa pelo grão, dado o surto de peste suína africana enfrentada por lá.

A projeção de processamento também foi mantida em 43,2 milhões de toneladas. No ano passado, foram esmagados 43,6 milhões de toneladas. A estimativa para o estoque final de soja em grão neste ano ficou estável em 5,637 milhões de toneladas, bem acima do total de 2,796 milhões de toneladas de 2018.

“Vamos exportar menos do que o ano passado, mas dentro da normalidade“, disse o presidente-executivo da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), André Nassar, durante evento da associação em São Paulo.

Óleo e farelo

A Abiove ajustou sua projeção para a exportação e estoques finais de óleo de soja. Os embarques do produto para o exterior deverão somar 800 mil toneladas, ante 700 mil toneladas esperadas em maio. A previsão de produção ficou estável em 8,6 milhões de toneladas, e o consumo interno de óleo foi mantido em 8,1 milhões de toneladas.

Já os estoques do produto na atual temporada devem ficar em 159 mil toneladas, abaixo das 259 mil toneladas da previsão do mês de maio. Para o farelo, a associação manteve a estimativa: a produção deve ser de 32,6 milhões de toneladas, a exportação de 16,2 milhões de toneladas, o consumo interno de 16,3 milhões de toneladas e o estoque final de 1,885 milhão de t.

Produção

A entidade também manteve a sua estimativa para a produção de soja no Brasil na temporada 2018/19, em 117,6 milhões de toneladas. No ciclo 2017/2018, a produção foi de 123,1 milhões de toneladas.