PUBLICIDADE
Óleo de cozinha

Estudantes de engenharia desenvolvem protótipo para coleta de óleo de cozinha


Sabesp - 30 mar 2012 - 09:09
recicla300312
Catadores de materiais recicláveis da cidade de São Paulo começam, a partir de abril, a testar dois protótipos de carrinhos adaptados para a coleta de óleo de cozinha nas casas dos paulistanos. O projeto foi desenvolvido pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes -SP) e pela Sabesp por meio da empresa júnior da Faculdade de Engenharia Industrial (FEI).

Nesta primeira fase do projeto, os catadores deverão percorrer o bairro da Lapa, na zona oeste da cidade de São Paulo, recolhendo óleo de cozinha e posteriormente vender o material a empresas de reciclagem de óleo.

Os modelos desenvolvidos são uma carroça e um triciclo com compartimento para a colocação de seis recipientes plásticos para o depósito do óleo recolhido. Os carrinhos têm capacidade para transportar 180 litros de óleo, atende as normas de trânsito e foram desenvolvidos de acordo com as regras de ergonomia.

Um dos principais propósitos da Sabesp apoiar o projeto está no resultado que se pretende alcançar: reduzir a quantidade de óleo que chega à rede de esgotos e que provoca na capital Paulista, em média, 77.500 entupimentos por ano.

Segundo o assessor da Presidência para Assuntos de Meio Ambiente, Marcelo Morgado, os carrinhos foram desenvolvidos para ampliar a coleta do óleo de cozinha e, ainda, oferecer uma oportunidade de renda aos catadores de materiais recicláveis. “A Sabesp pretende com este projeto conciliar o ganho ambiental, a geração de renda para a população carente e fechar a logística de recolhimento do óleo por meio da coleta porta-porta”, explica Morgado.

O projeto espera, ainda, encontrar patrocinadores que comprem os carrinhos para que os catadores possam vender o material para empresas que reciclam o óleo na produção de biodiesel e sabão. Outros 20 protótipos de carrinhos de coleta de óleo estão em desenvolvimento na empresa júnior da FEI.