Conferência BiodieselBR 2018

Pesquisa com pinhão-manso avança mesmo com apoio reduzido

“A gente está tendo que ‘se virar nos 30’ e sermos criativos”, admite Bruno Laviola, pesquisador da Embrapa Agroenergia responsável por coordenar dos trabalhos relacionados ao aprimoramento genético do pinhão-manso. Segundo ele, em tempos de vacas magras secaram as fontes de financiamento público para bancar novas pesquisas sobre uma oleaginosa alternativa que – poucos anos atrás – era apontada como o futuro do setor de biodiesel. Apesar disso, um grupo pequeno de cientistas se mantém obstinado e vai, aos poucos, vencendo a distância ainda falta para obter uma cultivar viável.

O texto acima é apenas uma breve introdução. Para ver esta página completa clique aqui e assine.

exclusivo assinantes

O texto completo desta página
está disponível apenas aos assinantes do site

veja como é fácil e rápido assinar

Biodiesel direto em seu email

Antes de sair, cadastre-se para receber as principais notícias do setor
Obrigado, não quero ficar informado.
Esqueci minha senha close modal