Dendê / Palma

Malásia quer tornar óleo de palma mais competitivo, diz ministro


Agência Estado - 05 jun 2012 - 09:59 - Última atualização em: 29 nov -1 - 20:53
Palma-050612A Malásia, segundo maior produtor mundial de óleo de palma, tomará medidas em breve para tornar sua indústria mais competitiva em relação à rival Indonésia, afirmou na última segunda-feira (4) o ministro de Commodities do país, Bernard Dompok. 

"Estou preparando uma apresentação ao gabinete para ver como a estrutura de impostos instituída pela Indonésia pode afetar o setor na Malásia", disse Dompok, após encontro com o ministro de Alimentação da Índia. 

A Indonésia, maior produtor mundial de óleo de palma, cobra tributo de 19,5% sobre as exportações da commodity, enquanto a Malásia tem taxa de 30% sobre os embarques após limite de 3,6 milhões de toneladas sem impostos. 

Órgãos comerciais da Malásia têm reivindicado a redução dos impostos de exportação a fim de tornar o setor competitivo em relação à Indonésia. Dompok também afirmou que o país deve alcançar sua meta de produção de óleo de palma de cerca de 19,3 milhões de toneladas em 2012, apesar da diminuição nos últimos meses. Ele acrescentou que a produção deve aumentar substancialmente nos próximos dois a três meses.
Tags: Malásia Palma