Argentina

Produção de biodiesel cresce 44% na Argentina no primeiro trimestre


BiodieselBR.com - 06 jun 2012 - 14:42 - Última atualização em: 29 nov -1 - 20:53
Argentina-060612Relatório do Instituto Nacional de Estatística e Censo da Argentina (Indec) aponta o crescimento na produção e exportação do biodiesel no primeiro trimestre deste ano: 44% e 39%, respectivamente, quando comparado ao ano passado. O documento não traz análise esclarecendo os motivos para o aumento, contudo, desde a implantação da legislação favorável à produção de biocombustíveis, a produção tem se expandido de forma vertiginosa. Na comparação com o primeiro trimestre de 2010, o crescimento alcança 92%.

A dúvida agora é se a curva ascendente, tanto da produção quanto da exportação, será mantida. Desde o final de abril, quando a Argentina nacionalizou a YPF, empresa controlada pelo grupo espanhol Repsol, o país passou a sofrer retaliações em um primeiro momento da Espanha e, em seguida, da União Europeia. Em 20 de abril, a Espanha anunciou que iria limitar a importação do biodiesel.

No ano passado, das 1,2 milhão de toneladas importadas pela Espanha, 720 mil (60%) foram da Argentina. Tomando como base o relatório de exportação dos país latino-americano no ano passado, o total exportado para a Espanha representa 42% das saídas de biodiesel do país. Relatórios do Indec também mostram, por enquanto, aumento do lucro com a exportação no primeiro quadrimestre: US$ 521 milhões, em 2011, frente a US$ 767 milhões, em 2012.

Producao-Argentina-050612


Exportacao-Argentina-050612

Necessidade
Para a produção continuar crescendo nesse patamar, a Argentina terá de encontrar novos mercados que recebam o seu biodiesel – com um dos melhores preços do mercado mundial – ou terá de encontrar meios para absorver a demanda internamente. Como a primeira variável independe dos esforços locais, a segunda já ganha corpo entre o alto escalão do governo.

Como a produção de biodiesel pode crescer 20% neste ano e bater o seu recorde de produção, chegando a marca de quase 3 milhões de toneladas, o país caminha a plenos vapores rumo ao B10

Vinicius Boreki - BiodieselBR.com