PUBLICIDADE
Em Foco

Entidades fazem acordo para promover a reciclagem do óleo de cozinha


EPTV - Terra da Gente - 30 ago 2011 - 12:10 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:17

O Sindcon (Sindicato Nacional de Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgotos) firmou uma parceria com a Ecóleo (Associação Brasileira para Sensibilização, Coleta e Reciclagem de Resíduos de Óleo Comestível) e Bióleo, programa desenvolvido pelo Instituto PNBE (Pensamento Nacional das Bases Empresariais), cujo objetivo é reciclar o óleo de cozinha usado para ser transformado em biodiesel. Para isso, as concessionárias privadas de saneamento se comprometem a implantar o programa de coleta do óleo doméstico (de cozinha) utilizado pela população residente nas áreas em que atuam.

Um programa-piloto já foi implementado pelas empresas Águas de Agulhas Negras, Águas de Andradina, Águas Guariroba, Cab Águas de Paranaguá, Cab Guaratinguetá, Esap, Foz de Limeira, Foz de Rio Claro, Foz de Santa Gertrudes e Sanessol. Com essa atitude elas demonstram o real interesse em conscientizar a população a respeito da destinação correta dos resíduos de cozinha, sobretudo do óleo, que representa um grande problema para a rede de esgoto quando descartado de maneira incorreta.

Ariane Roma, coordenadora de projetos da Cab Guaratinguetá, diz que o projeto-piloto instaurado em alguns bairros da cidade de Guaratinguetá (SP) já demonstrou estar no caminho certo, “com as pessoas parando de jogar o óleo de cozinha nas pias e vasos sanitários”. Segundo ela, “conseguimos reduzir substancialmente a quantidade de resíduo que se acumula nas tubulações de esgoto, evitando assim reparos fora do prazo de manutenção da rede, trazendo mais economia à população como um todo”. Além disso, diz, “o óleo coletado é repassado às cooperativas que conseguem vender o material a 30 centavos por litro”.

Em outras palavras, o projeto de coleta de óleo de cozinha gera um ciclo de economia e saúde para o Meio Ambiente. É possível resolver um problema da rede de esgoto, contribuir para o sustento de pessoas menos favorecidas economicamente e ainda gerar energia limpa. A meta da Cab Guaratinguetá até o final de 2011 é implementar postos de coleta de óleo de cozinha em 100% dos bairros da cidade.

com informações Sindcon