João Tenório

Biodiesel: avanço a passos largos


Senador João Tenório - 12 jul 2007 - 17:04 - Última atualização em: 19 dez 2011 - 11:30

Prezados leitores, a partir desta data estarei colaborando todos os meses como colunista do portal BiodieselBR. Espero poder trazer um pouco de minha vivência, com uma visão ampla e analítica sobre o mercado de biocombustíveis no Brasil. Tenho formação em engenharia química e, como senador da República, presido a Subcomissão dos Biocombustíveis no Senado Federal, a Crabio.

A Subcomissão está em pleno funcionamento desde o início deste ano e já realizou quatro audiências públicas sobre temas diversos relacionados aos biocombustíveis. Já se falou sobre a produção e a exportação de álcool e biodiesel e sobre as perspectivas e cenários futuros para o setor de biocombustíveis e foram listadas propostas para estimular  a implementação do programa de biodiesel na região Nordeste. Além disso, também foram temas de discussão em uma das audiências realizadas pela Crabio as questões sociais e relações trabalhistas que envolvem os trabalhadores do setor sucroalcooleiro.
 

"Espero poder trazer um pouco de minha vivência, com uma visão ampla e analítica sobre o mercado de biocombustíveis no Brasil."


Na audiência do dia 28 de junho, que contou com a presença de representantes do Ministério da Agricultura, da Petrobrás e do Banco do Nordeste (BNB),  o Ministério de Minas e Energia (MME) anunciou que pode antecipar de 2013 para 2010 a obrigatoriedade de adição de 5% de biodiesel ao diesel vendido ao consumidor final.

Isso mostra o avanço rápido do biodiesel, a vitória de um combustível renovável, de queima totalmente limpa. E a possibilidade apresentada pelo MME já começa a se transformar em realidade. O Rio de Janeiro, por exemplo, anunciou que ainda no segundo semestre deste ano 20% dos seus 14,5 mil ônibus utilizarão o diesel derivado do petróleo com a adição de 5% de diesel vegetal.

O mercado urge e o Brasil precisa atender essa demanda. O aumento da adição do biodiesel ao diesel representa uma alternativa promissora. A boa notícia é que o país está preparado para entrar com competitividade neste mercado, com matéria-prima de qualidade e extensa área cultivável.

Senador João Tenório (PSDB-AL) é engenheiro químico, teve aula com Linus Pauling, vencedor do Nobel de Química de 1954 e desenvolveu várias pesquisas tecnológicas em sua área de atuação em diversos países, como Estados Unidos, México e Porto Rico. Atualmente preside a subcomissão dos Biocombustíveis do Senado Federal (Crabio).

E-mail: [email protected]

Saiba mais sobre o colunista, clique aqui.