PUBLICIDADE
cremer
convidado

Inclusão social: os dados que o MDA omitiu de você


Julio Cesar Vedana - 04 dez 2009 - 15:23 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:09
Slide imcompleto da apresentação do MDA

O slide acima foi apresentado em palestra do MDA para cerca de 2 mil pessoas no último congresso da RBTB e suprimiu importantes informações sobre o desenvolvimento do selo Combustível Social. Porque os números de 2007 e 2006 ficaram de fora?

Abaixo eu apresento todos os números da inclusão social. Depois de analisar o gráfico completo é fácil imaginar o motivo que levou o Ministério a esconder o passado da inclusão social no biodiesel:
Slide com as informações desde o início do programa

E a explicação é simples, os dados dos primeiros anos são muito melhores que os atuais. Justamente quando a produção brasileira de biodiesel era insignificante o selo incluía mais famílias. De 2006 até 2008 a produção cresceu dia após dia e as famílias envolvidas foram desaparecendo.

O que o MDA tem de esperança de incluir em 2010 (veja a projeção do MDA no gráfico) deveria ter sido atingido em 2007. Por isso não deve existir contestação ao fato de que o selo social ainda se encontra no período pré-B2.

Que ironia. Das inúmeras variáveis que poderiam dar errado no programa biodiesel, foi justamente falhar o lado mais nobre do PNPB, o maior desejo do presidente Lula: a inclusão social.

O que me faz acreditar que o selo vai continuar longe da meta inicial em 2010 não é a repetição dos mesmos erros do passado, como a dependência a apenas uma empresa ou a falta de mecanismos eficientes de avaliação da eficácia do selo, mas a ineficiência e falta de comprometimento dos responsáveis pelo selo, dos técnicos agrícolas contratados pelo MDA até o presidente Lula. A necessidade de mudança é latente, mas o marasmo continua.

Julio Cesar Vedana é diretor de redação da Revista BiodieselBR e do portal BiodieselBR.com