Biodiesel

Técnicos agrícolas aprendem a transformar girassol em biodiesel


Agência Brasil - 05 mai 2006 - 09:29 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:22

Plantar girassol para produzir biodiesel. É o que poderão fazer cerca de 150 técnicos e dirigentes das associações e cooperativas de agricultores familiares de três cidades de Goiás (Formosa, Alexânia e Cocalzinho de Goiás).

Eles participaram esta semana de um curso sobre a cultura e as práticas de plantio de girassol para produção de biodiesel. As aulas terminam hoje (5) em Cocalzinho de Goiás. A iniciativa é da Secretaria de Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), em parceria com o Instituto Novas Fronteiras da Cooperação (INFC) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

O consultor da Secretaria de Agricultura Familiar no Programa de Biodiesel, Roberto Terra, explica que técnicos e lideranças serão capazes de organizar e fazer um novo arranjo para vender a matéria-prima do biodiesel para as indústrias, gerando emprego e renda no campo.

"Para o agricultor, a produção da matéria-prima para o biodiesel é uma oportunidade de ter um mercado garantido, com contrato, sem intermediário, e com presença de empresas que já possuem o selo combustível social e, inclusive, já participaram de leilões", destaca Terra.

Segundo ele, no próximo mês, o curso sobre a utilização do girassol para a produção de biodiesel será realizado em outras regiões produtoras do combustível. Entre elas, Maranhão e Piauí. O biodiesel é um combustível renovável produzido a partir de oleaginosas, como mamona, dendê, girassol e soja.

Além de ser uma tecnologia limpa, não polui o meio ambiente e também traz vantagens econômicas. A produção e o cultivo de matérias-primas ajudam a criar novos empregos na agricultura familiar.

Com informações do Ministério do Desenvolvimento Agrário