Biodiesel

Lactec assina convênio com a Petrobrás para testar emissão de poluentes por caminhões


AENotícias - 28 ago 2008 - 05:29 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:07

O Instituto de Tecnologia para o Desenvolvimento (Lactec) terá uma das salas mais modernas do Brasil para testes de poluentes emitidos por caminhões. Nesta quarta-feira (27), foi assinado convênio com a Petrobras no valor de R$ 6,2 milhões para montagem de uma nova unidade de testes no Laboratório de Emissões Veiculares (Leme), que será equipado com o que existe de mais moderno no mundo para testes em grandes motores a diesel e biodiesel. “Este aporte nos orgulha e nos credencia como o mais bem equipado instituto do Brasil a realizar testes de emissão de poluentes”, diz o diretor-superintendente do Lactec, Luiz Malucelli Neto.

O acordo contempla também a construção da sala, a infra-estrutura para as aplicações e uma nova bancada para testes em motocicletas, inédita em laboratórios independentes no Brasil. “O convênio é resultado de uma política, orientada pelo Governo do Paraná, de aproximação das grandes empresas nacionais em diversas áreas de energia. O Lactec hoje é referência de qualidade nos serviços que presta, tanto pelo corpo técnico altamente eficiente, quanto pela estrutura de que dispõe”, afirma Malucelli.

O objetivo principal da construção da nova sala é atender à mudança da legislação brasileira em relação às emissões veiculares. O Conselho Nacional de Meio Ambiente, com a Resolução 315, deve estabelecer, a partir de 2009, limites muito mais baixos que os atuais de emissão de poluentes por veículos pesados.

Segundo Renato de Arruda Penteado, pesquisador do Lactec, o dinamômetro transiente que será instalado na nova sala é um dos mais modernos do mundo. Também está prevista a vinda de um sistema de medição de poluentes em motores a diesel e biodiesel. “Esta sala trará a possibilidade de pesquisa e desenvolvimento de mais projetos para a Petrobras. Isto representa, além de investimento para o Lactec, uma perspectiva de formação do quadro de pessoal, de receita e de atualização em relação ao mercado internacional”, afirma.

O gerente de desempenho de produção em motores da Petrobras, Décio Magioli Maea, explica que a parceria com o Lactec deve crescer ainda mais com a instalação da nova unidade. “Esperamos alavancar nosso desenvolvimento em combustíveis para aplicação em motores e veículos, buscando a inovação, elemento importante para o Centro de Pesquisa da Petrobras”, afirma. Ele ressalta que o Leme já é o maior e mais bem equipado laboratório de teste de emissões no Brasil.

Este é o terceiro convênio que o Lactec assina com a Petrobras. Os outros dois são para montagem de um laboratório para pesquisa de emissões por motocicletas e um projeto de estudos de poluentes não citados na legislação. O valor total das parcerias já estabelecidas chega a R$ 12 milhões.