Biodiesel

Embrapa estuda produção integrada de biodiesel e leite


Amambaí News - 28 jul 2008 - 05:30 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:06

A viabilidade de produzir ao mesmo tempo leite e espécies para produção de biocombustível está sendo estudada pela Embrapa Gado de Leite, de Minas Gerais. Nesta semana o pesquisador da unidade, Fábio Homero Diniz, esteve em Dourados, participando da 2ª Semana da Agricultura Familiar de Mato Grosso do Sul, e anunciou a novidade.

“Vamos avaliar a integração desses sistemas e os parâmetros estabelecidos para analisar futuramente as dimensões econômicas, sociais e ambientais da integração, mas tudo indica que o sistema agropastoril possui sintonia com as lavouras para a produção de energia”, disse o pesquisador.

Fábio salientou que há a necessidade de estabelecer redes de escoamento dessa produção, que é facilitada com o associativismo, e que a redução na diversidade da produção, é um risco para o agricultor familiar.

A Embrapa desenvolve estudos sobre a agroenergia como forma também de geração de renda para o agricultor familiar, onde há integração entre o alimento e energia, com aumento da diversificação.

Cesar José da Silva, pesquisador da Embrapa Agropecuária Oeste, de Dourados, trabalha com algumas espécies perenes e permanentes em Dourados, para a extração do óleo. Dentre elas, estão a Macaúba, o pinhão manso, o nabo forrageiro, o crambe, cártamo e o girassol, onde são avaliados o custo da produção e todo o sistema de geração de alimento, energia e renda.

“A viabilidade também implica na forma de organização do agricultor”, explicou César. O produtor pode se encaixar em três níveis de produção: o primário, no oferecimento de matéria-prima; o intermediário, quando o agricultor se une a uma associação, cooperativa ou grupo e no nível mais elevado, com a produção do biodiesel em grande escala por meio de Usina.

Fernanda Mathias