PUBLICIDADE
cremer
Negócio

AIE corta previsão de demanda de petróleo para 2022 e 2023


Dow Jones - 14 jul 2022 - 09:35

A Agência Internacional de Energia (AIE) cortou sua previsão de demanda de petróleo para 2022 em 240.000 barris por dia para 99,2 milhões de barris diários. A demanda em 2023 foi prevista em queda de 280.000 barris diários a 101,32 milhões de barris por dia, informou a agência.

A organização aumentou a sua previsão de produção de petróleo para 300.000 barris por dia em 2022 para 100,1 milhões de barris diários. Já para 2023, a previsão de oferta não foi alterada ficando 101,1 milhões de barris por dia.

A agência espera que o impacto da queda na demanda seja modesto, já que a recuperação da economia chinesa está ajudando a compensar a perda de demanda por petróleo em outras partes do mundo.

As sanções contra o petróleo russo também estão se mostrando menos prejudiciais à produção de petróleo do país do que o esperado, enquanto a produção dos EUA e do Canadá estava aumentando, afirma a AIE.

A agência elevou sua previsão para a produção de petróleo russo este ano em 240.000 barris por dia para 10,6 milhões de barris. Em junho, a oferta global de petróleo saltou 690.000 barris por dia para 99,5 milhões de barris por dia, em grande parte devido à produção russa acima do esperado.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), em seu próprio relatório sobre o mercado de petróleo publicado na terça-feira, ofereceu uma visão semelhante da desaceleração do crescimento econômico e da diminuição da demanda por petróleo.

A Opep afirmou que o crescimento global diminuiria para 3,2% em 2023, ante 3,5% este ano, já que as economias da Europa e dos EUA sofrem mais com o aumento da inflação e as medidas dos bancos centrais para aumentar as taxas de juros. O crescimento da demanda global por petróleo diminuiria para 2,7 milhões de barris por dia, de 3,4 milhões de barris por dia em 2022, segundo a Opep.