Bio

Primeiro dia do leilão termina com pouca oferta


BiodieselBR.com - 24 mai 2011 - 15:04 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:16

Quem estava prevendo que as usinas chegariam ao 22º Leilão de Biodiesel prontas a para uma briga apertada e que isso derrubaria os preços errou por muito. A disputa no primeiro dia do leilão foi surpreendentemente morna e o preço médio do litro do biodiesel ficou em R$ 2,2526 com um deságio médio de 2,69% em relação dos valores de referência.

Esse está sendo o maior leilão da história do Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel (PNPB) negociando um total de 700 milhões de litros que serão usados para atender a mistura obrigatória do B5 durante o terceiro trimestre do ano. No primeiro dia da disputa foram negociados os 112 itens do primeiro lote do leilão – que negocia 80% do volume total apenas entre as usinas detentoras do Selo Combustível Social. Foram negociados 560 milhões de litros e movimentados R$ 1,261 bilhão.

O que se viu durante a concorrência foi muitos itens recebendo ofertas apenas nos primeiros minutos da disputa e, então, permanecendo praticamente esquecidos até que o sistema de fechamento aleatório do Comprasnet encerrasse as disputas automaticamente.

O primeiro dia do certame foi encerrado pelo leiloeiro às 17h49. A expectativa agora fica por conta da disputa pelos itens do segundo lote do leilão. A principal variável de amanhã será o comportamento da ADM e da Bionasa, que só poderão participar do lote de 140 milhões de litros de biodiesel aberto a todas as usinas. Somadas as duas podem vender 115 milhões de litros o que pode acirrar a disputa.

A divulgação do nome dos vencedores é esperada para amanhã por volta das 15 horas.

O resultado completo até o momento pode ser acompanhado no endereço abaixo:
http://www.biodieselbr.com/biodiesel/leilao/vivo.htm

Fábio Rodrigues - BiodieselBR.com