Bio

Movido a B100, maior ônibus biarticulado do mundo vai circular em abril


BiodieselBR.com - 01 abr 2011 - 06:38 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:16

Os 24 ônibus do sistema Ligeirão de Curitiba entrarão em operação a partir da segunda quinzena de abril, rodando com biodiesel puro (B100), nas linhas Carlos Gomes-Pinheirinho e Boqueirão. Apresentados no dia 29 de março, durante as comemorações dos 318 anos da capital paranaense, eles são os maiores veículos biarticulados do mundo, com 28 metros de comprimento e capacidade para transportar 250 passageiros.

Como a legislação em vigor só prevê a mistura obrigatória de 5% de biodiesel no diesel comercializado no país, é necessária a liberação da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para o uso experimental do B100. A autorização expedida pela agência, dentro do volume estipulado – 290 mil litros por mês –, precisa ser publicada no Diário Oficial da União.

A autorização tem validade de um ano, prorrogável por mais um, desde que sejam apresentados os relatórios preliminares semestrais à ANP. Depois desse prazo, é necessário que seja emitida nova liberação.

As empresas de transporte coletivo adquirem o combustível renovável diretamente da BSBios, ao preço de R$ 2,20 – aí incluídos o frete e demais custos. O subsídio do município é de 25%. Como a usina foi escolhida pelas próprias permissionárias, que são empresas privadas, não há necessidade de processo licitatório para a compra do biodiesel.

“Buscou-se um fornecedor que entregasse biodiesel obtido a partir de uma única oleaginosa”, explica o gestor da área de vistoria e cadastro da Urbs (estatal municipal que gerencia o trânsito e o transporte de Curitiba), Élcio Karas. “As vantagens ambientais do B100 são óbvias: é um combustível renovável, que reduz a opacidade da fumaça em 25% e as emissões de monóxido de carbono em 30%.”

Produzidos pela Volvo com carroceria da Neobus, os ligeirões saem de fábrica com motores preparados para o biodiesel puro – e com a garantia mantida, mesmo operando com um combustível experimental.

mega-brt-biarticulado_blog.jpg

Ari Silveira - BiodieselBR.com