Bio

Leilões de biodiesel devem passar por grande mudança


BiodieselBR.com - 06 abr 2011 - 15:01 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:16

Embora não seja segredo que o governo anda discutindo mudanças no modelo de leilões de biodiesel, os debates são sempre a portas fechadas e quem tem acesso a eles costuma ser – no mínimo – discreto em relação a seu conteúdo. Mas no final do mês passado o diretor da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, Allan Kardec, cometeu uma pequena indiscrição que pode jogar um pouco de luz sobre o assunto.

Kardec foi um dos palestrantes na Conferência Sugar & Ethanol Brazil que aconteceu na capital paulista entre 29 e 30 de março. E, embora a pauta do evento fosse a indústria do etanol – o título da palestra de Kardec foi “Em que Momento o Consumo Interno de Etanol Voltará a Crescer?” –, o diretor da agência comentou com os participantes que uma das mudanças em vista é a regionalização dos leilões de biodiesel. Isso abre muito espaço para especulação.

O Portal BiodieselBR procurou a assessoria de imprensa da ANP para tentar entender o que exatamente o diretor quis dizer com regionalização e em que termos ela seria feita. A agência reguladora, contudo, preferiu desconversar. Segundo a assessoria de imprensa “várias possibilidades estão sendo estudadas, não existe nenhuma definição a respeito”.

A BiodieselBR acompanha os leilões do setor desde a primeira edição e tem informações que após o caótico 21º leilão conduzido pela ANP, as discussões em torno das mudanças se intensificaram. Entre as outras possibilidades em pauta está o leilão com preço variável, atrelado, entre outras coisas, ao preço do óleo de soja. Mais detalhes na próxima edição da revista BiodieselBR, que sai no dia 15 de abril.

A utilização de uma nova ferramenta, em substituição ao Comprasnet também é uma possibilidade.

Além disso, existem algumas ideias que por enquanto são apenas rumores. Uma delas é o leilão direto com as distribuidoras, que acabaria com o releilão e introduziria a modalidade CIF nos leilões regulares.

Fábio Rodrigues - BiodieselBR.com