Opiniões

Denílson Ferreira


BiodieselBR.com - 02 jan 2014 - 12:07 - Última atualização em: 16 mai 2014 - 12:13
O desenvolvimento do biodiesel no Brasil no contexto mundial

O biodiesel não surgiu no Brasil, mas aqui encontrou um terreno fértil para se desenvolver. O Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel (PNPB) surgiu e cresceu na esteira da preocupação com as mudanças climáticas globais e na certeza de que o uso extensivo de combustíveis fósseis era o principal responsável pelas emissões de gases de efeito estufa, que precipitaram em escala exponencial a concentração destes gases na atmosfera e as decorrentes conseqüências sobre o clima.
 
A chama inicial do movimento recente de uso de biodiesel ocorreu na Europa, porém em parte influenciado pela bem-sucedida experiência brasileira de substituição da gasolina por etanol. Do outro lado do Atlântico, nos Estados Unidos, movimento similar brotou no seio da iniciativa privada, com apoio e aval governamental.

Assim como outros países, o Brasil aliou-se a este movimento global. No início como adepto, porém, progressivamente foi assumindo o papel de protagonista. Estamos fadados a ter o maior programa de substituição de diesel de um único país. O volume de consumo de diesel por aqui nos coloca numa situação própria para que sejamos grandes não apenas em percentual de substituição, mas também em volume utilizado.

Os próximos saltos tecnológicos na produção de biocombustíveis acontecerão aqui. Desde a substituição de metanol por etanol, como a diversificação da matéria-prima ou novas rotas tecnológicas absolutamente inovadoras. Em minha visão de futuro, no Brasil da década de 2030, os motores destinados a serviço pesado serão abastecidos por não mais que 10% de petrodiesel, o restante sendo proveniente de fontes renováveis. O biodiesel foi o deflagrador do processo e ainda contará com um market share apreciável. E, coroando a trajetória, o Brasil será um exportador destes biocombustíveis para o mundo.

Décio Gazzoni – Sociedade dos Engenheiros da Mobilidade (SAE-PR)