PUBLICIDADE
030

Plano Brasil Maior: Mercado externo


Edição de Ago / Set 2012 - 27 ago 2012 - 09:42 - Última atualização em: 01 nov 2012 - 12:59
Plano Brasil Maior tem como meta exportar meio bilhão delitros de biodiesel made in Brazil nos próximos dois anos

Fábio Rodrigues, de São Paulo

A indústria nacional de biodiesel não tem tido sucesso em seus esforços para conseguir abrir as portas do mercado internacional para o combustível que fabrica. Para virar esse jogo, as fichas estão agora sendo colocadas no Conselho de Competitividade de Energias Renováveis do Plano Brasil Maior. E a principal meta da iniciativa não é nem um pouco modesta: o plano é chegar a 500 milhões de litros de biodiesel exportados até 2014.

Isso equivale a aproximadamente um quarto das exportações anuais da indústria Argentina – atualmente o maior exportador de biodiesel do mundo. Em 2011, nossos hermanos embarcaram 1,9 bilhão de litros com destino principalmente aos países europeus.

A meta foi divulgada no último dia 4 de julho durante uma apresentação realizada pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) – que participa da coordenação do Conselho de Energias Renováveis – na 14ª reunião ordinária da Câmara Setorial de Setorial de Oleaginosas e Biodiesel do Ministério da Agricultura. Embora a apresentação do ministério não forneça um plano detalhado de como o governo espera alcançar esse objetivo, há indícios claros de que um dos passos será zerar a tributação incidente sobre os embarques do biodiesel brasileiro com destino ao exterior.

Poucos sabem como o governo espera alcançar a meta, mas todos sabem que o concorrente direto é a Argentina, com suas esmagadoras de tamanho suficiente para fazer inveja às maiores do Brasil. E, ao contrário do modelo que a produção brasileira se desenvolveu, os vizinhos possuem no quintal à esquerda a produção de soja e, na direita, a vista para o mar com o porto para escoar o biodiesel.