024

Metilato, Pbio e BSBios, Aprobio: nova associação


Edição de Ago / Set de 2011 - 15 ago 2011 - 12:51 - Última atualização em: 19 jan 2012 - 16:15

METILATO - Dupont e JBS

O Grupo JBS anda pensando em se desfazer da fábrica de metilato de sódio localizada no município de Pirapozinho (SP). Embora a JBS opere a planta, a comercialização é feita com exclusividade pela DuPont. JBS e DuPont vêm negociando alternativas para a unidade pelo menos desde o final de junho. No dia 29 de junho, a divisão de Soluções Químicas da DuPont do Brasil enviou um comunicado aos clientes, confirmando que o futuro da fábrica é incerto, mas assegurando que os compromissos serão cumpridos. As direções de ambas as companhias têm sido discretas em relação ao teor das negociações, mas o gerente de negócios da divisão de Soluções Químicas da DuPont, Pedro Jorge, confirmou que a empresa está “estudando alternativas para o fornecimento de metilato no mercado brasileiro” e que a possibilidade de fabricação própria em território nacional é “fortemente cogitada”.

RIO GRANDE DO SUL - PBio e BSBios selam parceria

No dia 1º de julho, a Petrobras Biocombustível (PBio) anunciou a aquisição de 50% do capital da BSBios de Passo Fundo (RS) por R$ 200 milhões. Desde novembro de 2009, as duas empresas já eram sócias na unidade da BSBios em Marialva (PR).

Embora o nome da BSBios deva ser substituído, o comando vai continuar nas mãos do atual diretor-presidente da companhia, Erasmo Carlos Battistella. Com a sociedade, as duas empresas passam a compartilhar a operação de um complexo com capacidade total de 300 milhões de litros de biodiesel por ano – 160 milhões no Rio Grande do Sul e 140 milhões no Paraná.

APROBIO - Nova associação para o biodiesel

Desde o racha da Ubrabio em maio passado, o setor vinha especulando quando as usinas dissidentes fundariam sua própria associação. Agora é oficial. O nome é Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil (Aprobio) e ela vai representar exclusivamente empresas dedicadas à produção de biodiesel. Até agora, 24 empresas já se associaram. Juntas, elas respondem por uma capacidade de 3,48 bilhões de litros por ano – 56% do total autorizado no país. A Aprobio está em busca de um diretor superintendente para uma gestão que deverá ser profissionalizada. A sede deverá ficar em São Paulo.