014

16º leilão de biodiesel


BiodieselBR.com - 21 dez 2007 - 14:07 - Última atualização em: 20 jan 2012 - 10:57
Alice Duarte, de Curitiba

O 16º Leilão de Biodiesel, realizado pela ANP no dia 17 de novembro, movimentou cerca de R$ 1,33 bilhão com a venda de 575 milhões de litros, volume muito próximo à capacidade real de produção da indústria brasileira. O deságio médio foi de 1% em relação ao preço máximo, fixado em R$ 2,35 o litro, valor considerado muito bom para as usinas em virtude das expectativas de preço do óleo de soja. Esta foi a primeira compra destinada a atender a nova mistura obrigatória de 5% no óleo diesel e vai abastecer o mercado no primeiro trimestre de 2010.

Um total de 32 empresas conseguiu vender sua produção, duas a mais que no pregão anterior. Apenas as usinas de pequeno porte ficaram de fora. A exceção foi a Comanche, que foi impedida de participar pela ANP. A empresa teve seu contrato rescindido com a Petrobras por não entregar todo o biodiesel vendido no 14º leilão.

A maior parte do biodiesel sairá do Mato Grosso (148,73 milhões de litros). Com um total de 244,32 milhões de litros, o Centro- Oeste é a região que terá a maior participação na produção nacional no período.

Destacou-se nesta concorrência a primeira participação da Cargill (Inovatti), com um pequeno volume, e a oferta de 66% da capacidade autorizada da Petrobras Biocombustíveis, contra os 80% a que tinha direito.