010

Notas sobre biodiesel


BiodieselBR.com - 24 abr 2007 - 13:57 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:08


PBio quer comprar duas usinas


A Petrobras Biocombustível (PBio) planeja comprar duas usinas de biodiesel em 2009, “prioritariamente em parceria”, conforme adiantou o presidente da companhia, Alan Kardec, durante divulgação do plano de negócios 2009-2013. As unidades a serem adquiridas terão capacidade somada de 230 milhões de litros/ano. No leque de opções da estatal estão Fiagril (MT), Granol (RS), BSBios (RS), Cooperbio (MT), Comanche (BA), Brasbiodiesel (SP), Bioverde (SP), seis unidades da Brasil Ecodiesel, além da usina inacabada da Agrenco, de Caarapó (MS) – todas com capacidade entre 70 e 150 milhões de litros. A meta da PBio é chegar em 2013 com uma capacidade de 640 milhões de litros. Para isso, pretende construir uma unidade no Norte do país, duplicar a capacidade da usina de Candeias (BA) e adaptar as unidades experimentais de Guamaré (RN) para produção comercial.


Irregularidades no cultivo do pinhão-manso

O cultivo de pinhão-manso no Brasil tem virado manchete, não na seção de agronegócio dos jornais, mas nas páginas policiais. O mais recente episódio aconteceu na área de cultivo do Grupo Saudibras, em Caseara (TO), onde foram encontrados 280 trabalhadores rurais em condições análogas a escravidão. A empresa tem 6.000 hectares plantados, com apoio dos governos estadual e federal. Foi o maior resgate que o Ministério do Trabalho fez este ano no país. No final do ano passado, outros 24 trabalhadores foram resgatados na fazenda da Bioauto Agroindustrial, em Nova Mutum (MT), em condições precárias de trabalho. A colheita do pinhão-manso é um problema que vem quebrando a cabeça de pesquisadores, pois ainda não há como mecanizá- la e os custos da colheita manual podem inviabilizar o cultivo.


Explosão em tanque de usina

A explosão de um tanque de combustível da Binatural causou a morte de três trabalhadores em Formosa (GO) e serviu para alertar indústrias do setor sobre os cuidados necessários com relação às normas de segurança. Os funcionários soldavam a parte superior externa do reservatório, com capacidade para 1 milhão de litros. O acidente poderia ter sido ainda mais grave, já que o fogo poderia ter atingido os outros dois tanques do local. A empresa tinha alvará de funcionamento e certificado de conformidade. Em nota, a Binatural disse que cumpre rigorosamente todas as exigências legais relativas a segurança e acidentes do trabalho. Uma perícia está sendo feita para apurar as circunstâncias do acidente.