PUBLICIDADE
007

Miguel Rossetto: leilões, custos e estoques


BiodieselBR - 04 nov 2007 - 15:21 - Última atualização em: 23 jan 2012 - 11:01

Leilões

Revista BiodieselBR Como a empresa avalia os valores pelos quais a estatal vendeu biodiesel nos últimos leilões?

Miguel Rossetto
Os últimos leilões foram muito positivos. Primeiro porque sinalizaram uma redução de preço. Segundo porque mostraram que a produção brasileira de biodiesel é robusta, estável e tem condições de responder à legislação.

Revista BiodieselBR
Como é a relação da subsidiária nessa venda, uma vez que quem compra o biodiesel é a própria Petrobras, através da Petrobras Distribuidora?

Miguel Rossetto A regra é a mesma. É a regra do leilão. A Petrobras Biocombustíveis vende a sua produção através da regra comum. E se prepara para isso. Vamos ter preço competitivo, qualidade.

Custos


Revista BiodieselBR O senhor saberia dizer qual o custo de produção de um litro de combustível da empresa?

Miguel Rosseto Não, ainda estamos formatando o custo. Estamos iniciando o processo de produção. Mas vamos trabalhar com preço competitivo. Essa é a nossa responsabilidade: custo competitivo, qualidade e regularidade de entrega. Essa é a exigência do modelo e a Petrobras Biocombustíveis vai responder a isso.

Estoques


Revista BiodieselBR
Caso ocorra inadimplência no setor, a Petrobras Biocombustíveis vai atuar como formadora de estoques operacionais para a Petrobras?

Miguel Rosseto Não trabalhamos com essa hipótese. Temos uma tecnologia de alta qualidade nas nossas usinas, equipes altamente qualificadas e vamos trabalhar no início de 2009 já com carga plena, com toda a nossa capacidade de produção, que é de 150 mil toneladas ano. Queremos disponibilizar todo esse volume de produção para o programa nacional. Vamos nos credenciar em todos os leilões com preços competitivos e ofertar 100% da nossa capacidade de produção. É essa a nossa meta.