PUBLICIDADE
Informações

Ubrabio lança campanha pelo fim do diesel S500


BiodieselBR.com - 27 jan 2022 - 18:06

A União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio) quer colocar um ponto final na venda do diesel S500 no mercado brasileiro. Para tanto, a entidade que representa parte da cadeia do biodiesel está lançando hoje (27) uma campanha para divulgar os problemas ambientais gerados pelo produto que tem maior teor de enxofre e cobrando do governo o fim da produção e da importação deste produto.

“O país deve banir o uso do diesel S500 pelo elevado risco que este combustível fóssil representa para a saúde pública. Essa deve ser a prioridade do Brasil”, disse o presidente da Ubrabio, Juan Diego Ferrés, em nota distribuída à imprensa.

Enxofre

O S500 tem esse nome por conter 500 partes por milhão de enxofre. Sua presença do nos combustíveis dá origem aos óxidos de enxofre (SOx), poluentes que reagem com a umidade da atmosfera se transformando em ácido sulfúrico (H2SO3) dando origem à chuva ácida e causando problemas pulmonares e cardiovasculares.

Dados da ANP indicam que o S500 representa um pouco mais de 40% das vendas de óleo diesel no país. Pelos cálculos da Ubrabio, a queima do produto emite cerca de 10,5 mil toneladas de óxidos de enxofre na atmosfera

Estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que cerca de 50 mil pessoas morrem por ano no Brasil em razão da poluição veicular. Segundo o Ministério da Saúde, doenças relacionadas à poluição veicular geram custos de R$ 12,5 bilhões ao SUS.

No lugar do S500, a Ubrabio quer substituir o combustível por S10 – que tem 50 vezes menos enxofre em sua formulação – e aumentar a mistura biodiesel, biocombustível que não contém enxofre. “Utilizar mais biodiesel é valorizar as externalidades econômicas, sociais, ambientais e de saúde pública que este combustível oferece ao país (...). Também cria novas oportunidades de investimento em produção de energia limpa”, disse o diretor superintendente da Ubrabio, Donizete Tokarski.

Veja o vídeo informativo da campanha lançado pela Ubrabio:

Projeto de Lei

No Senado também há uma movimentação pelo banimento do S500.

Um projeto de lei apresentado no mês passado pelo senador Álvaro Dias (Podemos/PR) propõe que o S10 passe a ser o único combustível no mercado brasileiro num prazo de três anos após sua aprovação.

Fábio Rodrigues – BiodieselBR.com