Informações

[Atualizado] Bianchini prepara investimento de R$ 250 milhões


BiodieselBR.com - 10 out 2019 - 11:11 - Última atualização em: 10 out 2019 - 19:26

A Bianchini deve investir R$ 250 milhões ao longo dos próximos cinco anos na expansão de seus negócios. A informação foi antecipada pelo diretor executivo da companhia gaúcha, Antin Bianchini, durante sua participação num evento organizado nesta quarta-feira (09) pela Federação das Entidades Empresariais do Rio Grande do Sul (Federasul).

Os primeiros investimentos devem começar a sair do papel a partir do ano que vem.

Contatado por BiodieselBR.com, o executivo confirmou o montante a ser investido no negócio nos próximos anos e que o plano inclui uma nova ampliação da usina de biodiesel em Canos (RS). Atualmente, a planta gaúcha divide com a BSBios de Marialva a 4ª posição do ranking nacional de produtores com capacidade para fabricar até 414 milhões de litros de biocombustível por ano.

Um novo aumento da usina, no entanto, não está entre os primeiros passos que a empresa pretende dar. "A ampliação [da usina de biodiesel] vem a reboque de um processo de outros investimentos que faremos para conseguir gerar mais óleo", esclareceu Antin acrescentando que qualquer novo aumento de capacidade de produção mais substancial só deva acontecde "em mais uns três anos".

Antes, os esforços o da empresa estarão concentrados num projeto de ampliação da unidade de processamento de soja de Canoas (RS). A meta é que a esmagadora passe das atuais 2,4 mil toneladas/dia para 3,5 mil toneladas/dia. Também serão feitos acréscimos na capacidade de armazenamento do grupo – que se aproximará de um total de 1,4 milhão de toneladas – e melhorias nas instalações de carregamento de grãos.

Biodiesel

A Bianchini não foi dos primeiros grupos do ramo de soja a apostar na produção de biodiesel. Ela entrou no negócio apenas no começo de 2012. Apesar disso, vem mantendo uma atuação forte no segmento. Em 2018, a empresa produziu um total de 285,5 milhões de litros de biodiesel – 5,3% do total produzido no Brasil – este ano a expectativa é que o volume aumento para 330 milhões de litros.

No final do ano passado, a usina de Canoas passou por sua primeira ampliação indo de 324 milhões de litros para sua atual capacidade instalada.

Em 2018, o grupo apresentou um faturamento de R$ 4,6 bilhões dos quais R$ 794,2 milhões vieram da venda de biodiesel. O lucro líquido chegou a R$ 127 milhões.

Atualização 18h35 - Foram acrescentadas falas de Antin Bianchini que detalham a ordem em que os investimentos deverão ser realizados. 

Fábio Rodrigues – BiodieselBR.com
Com informações da Federasul e Jornal do Comércio