PUBLICIDADE
Informações

BBF acrescenta mais duas termelétricas movidas à biodiesel


BiodieselBR.com - 14 jun 2022 - 08:29

O biodiesel tem dado uma contribuição importante para a oferta de eletricidade em sistemas isolados no Amazonas. Esta semana Brasil Bio Fuels (BBF) colocou mais duas térmicas movidas com biocombustível em operação nas cidades de Benjamin Constant e Tabatinga. Com isso, o parque controlado pela empresa passou a contar com seis unidades no estado totalizando capacidade para gerar até 12,5 megawatts.

O biodiesel utilizado será fabricado pela BBF na própria Região Norte. “Nós desenvolvemos uma alternativa mais sustentável do ponto de vista econômico, social e ambiental, ao realizar o abastecimento com biodiesel cultivado e produzido na região Norte", destaca o CEO do grupo Milton Steagall ressaltando que o biocombustível substitui o diesel S500 com alto teor de enxofre e reduz as emissões de gás carbônico em até 94%.

Produção própria

A empresa é dona da AmazonBio que tem uma usina em Ji-Paraná (RO) com capacidade para fabricar 32,4 mil m³ por ano e está se preparando para ampliar para 72 mil m³.

Além da produção de biodiesel, o grupo também é a controladora da Biopalma que conta com 68 mil hectares plantados com palma-de-óleo e produção de 200 mil toneladas de óleo por ano.

Dessa forma, a BBF terá operação totalmente verticalizada.

Ampliação

Uma segunda usina de biodiesel com capacidade para fabricar até 108 mil m³ está em construção em Manaus (AM). Em novembro passado, o grupo anunciou uma joint venture com a Vibra energia que prevê investimento de R$ 1,8 bilhão para instalar a primeira biorrefinaria do país até 2025.

Além da operação na Amazonas, a BBF também conta com térmicas no Acre, Rondônia, Roraima e no Pará. No total, o grupo conta com um total de 22 unidades de geração.

Fábio Rodrigues – BiodieselBR.com{/viewonly}