BiodieselBR

“O mercado de biodiesel 2.0”


BiodieselBR.com - 21 ago 2012 - 17:09 - Última atualização em: 29 ago 2012 - 17:33
aguilera-210812
No início de outubro os principais nomes do setor brasileiro de biodiesel já tem compromisso marcado: a Conferência Internacional BiodieselBR 2012.

Para preparar o clima para o evento, BiodieselBR conversará com diversos dos convidados do evento para conhecer melhor suas perspectivas e adiantar um pouco dos aportes que eles levarão ao público do evento. Nessa edição conversamos com José Carlos Aguilera, sócio da Alpha Valorem Consultoria e ex-presidente da Vanguarda Agro, antiga Brasil Ecodiesel. Ele será um dos palestrantes no painel “Como será a consolidação no mercado de biodiesel”.

“Acho que a expectativa maior de todo mundo, de palestrantes a ouvintes, é que a conferência ajude a decifrar esse mercado novo, o ‘mercado de biodiesel 2.0’, que começou a se formar desde as mudanças no sistema de leilões que criou o FAL e, agora, com o mercado operando quase plenamente desregulado”, avalia.

Aguilera conhece bem os meandros do mercado de biodiesel, por duas vezes comandou o processo de reestruturação da Brasil Ecodiesel e recentemente esteve envolvido diretamente na compra de duas usinas pela Oleoplan. Para ele o jogo para as empresas do setor ficou completamente diferente nos últimos meses.

Parte dessas mudanças foram promovidas pelo governo federal através da evolução no sistema de comercialização de biodiesel, em especial através da Portaria MME 276/2012 – publicada em maio passado – que praticamente acabou com a divisão entre os leilões de biodiesel da ANP e os releilões da Petrobras. Desde o 26º Leilão, as distribuidoras passaram a ter mais autonomia para dizer quanto biodiesel comprarão e quem será seu fornecedor. A medida tornou mais competitivas usinas próximas dos mercados consumidores e aquelas que investem para ter boa reputação entre as distribuidoras.

Segundo Aguilera, sua palestra na conferência vai focar na ótica dos investidores e acionistas das empresas do segmento. “Todo mundo fala do ponto de vista do governo, dos ministérios, os agricultores, da Petrobras etc., poucas palestras falam sobre o papel do investidor”, diz. Ele explica que este é um ator um pouco diferente dos demais porque olha para questões como o incentivo à novas oleaginosas sob a lógica do investimento necessário e do retorno financeiro esperado, o que nem sempre bate com as metas políticas e sociais da agenda governamental.

“Faltou uma visão mais clara nesse sentido, o que provoca turbulências”, pontuou. Ele informou ainda que sua fala deverá lidar também com os modelos a serem adotados pelas empresas que esperam alcançar o sucesso no mercado 2.0.

Consolidação
Nos últimos doze meses o setor de biodiesel viveu uma movimentação de compras de usinas. As operações mais chamativas foram protagonizadas pela Oleoplan e pela Camera que adquiriram no final do ano passado um total de três usinas de biodiesel que pertenciam à Vanguarda Agro.

Em meados do ano passado, a Petrobras Biocombustível adquiriu 50% do capital da BSBios.

Após sua palestra, Aguilera integrará uma mesa de debates sobre as perspectivas de consolidação deste mercado.

A apresentação do ex-presidente da antiga Brasil Ecodiesel está programada para acontecer no dia 02 de outubro às 14:30. Ao final do painel, às 15:20, acontece o debate. Mais detalhes sobre a programação aqui.

8ª edição
A Conferência BiodieselBR, em sua 8ª edição, é o maior evento dedicado ao biodiesel no Brasil. Durante dois dias representantes de diversos elos da cadeia produtiva do biodiesel estarão reunidos em São Paulo para debater o futuro deste biocombustível no Brasil.
 
Fábio Rodrigues - BiodieselBR.com
Tags: C2012