Política

Secretário da Agricultura do RS defende adoção do B7


BiodieselBR.com - 07 mar 2013 - 14:00
secretario RS_B7_070313
O secretário da Agricultura do Rio Grande do Sul, Luiz Fernando Mainardi, disse ontem (06) que o governo do estado deve ampliar a pressão política para que o Governo Federal amplie a adição de biodiesel no diesel mineral dos atuais 5% para 7%. A afirmação foi feita durante reunião da Câmara Temática da Soja ocorrida na Expodireto/Cotrijal, feira agrícola que acontece no município de Não-Me-Toque durante esta semana.

Na opinião do secretário, a medida seria benéfica para a economia gaúcha, uma vez que permitiria agregar mais valor à uma parcela maior da soja colhida no estado. "É mais renda para o produtor e para o Estado", explicou Mainardi.

O Rio Grande do Sul é o maior fabricante de biodiesel do país. Dos 2,7 bilhões de litros de biodiesel fabricados no ano passado, as usinas gaúchas foram responsáveis por pouco mais de 806 milhões de litros. Bem a frente do segundo colocado, o estado de Goiás, que contabilizou 600 milhões de litros.

Representantes dos fabricantes de biodiesel fizeram coro à posição do secretário. O representante da União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio), Odacir Klein, disse que urgente estabelecer o novo marco regulatório e definir a ampliação do percentual de mistura. Já o diretor superintendente da Aprobio, Julio Minelli, disse ser tecnicamente possível chegar a 10% de adição.

Fábio Rodrigues - BiodieselBR.com
Com informações da assessoria do Governo RS
{/viewonly}