Política

Petrobras reverte posição em relação ao RenovaBio


BiodieselBR.com - 29 nov 2017 - 16:17

Em nota divulgada ontem (28) algumas horas antes da votação que aprovou a criação do RenovaBio, a Petrobras garantiu que “apoia e entende” o programa que pretende criar novos incentivos à produção de biocombustíveis no Brasil. Segundo a petroleira estatal, ela “acredita na harmonização dos incentivos à cadeia de óleo e gás e de biocombustíveis”.

Trata-se de uma mudança significativa de postura da estatal. Embora negue ter feito oposição ao RenovaBio, durante o processo de consulta pública conduzido pelo Ministério de Minas e Energia (MME) a Petrobras apresentou um documento avesso à implementação do projeto.

Na época, o posicionamento foi entendido como uma tentativa de retardar o avanço dos biocombustíveis como uma forma de preservar o mercado dos combustíveis fósseis que, afinal de conta, são o principal produto da Petrobras.

Agora, no entanto, a empresa considera o projeto um “avanço importante” e garante defender “que as metas para elevação do uso de biocombustíveis sejam determinados a partir dos compromissos de descarbonização assumidos pelo país [como parte do Acordo de Paris]”.

Saída

Embora a Petrobras também seja uma produtora de biocombustíveis por meio de sua subsidiária Petrobras Biocombustível (PBio) que controla usinas de etanol e de biodiesel, a empresa tem planos de sair de vez do negócio.

Esse movimento foi anunciado há pouco mais de um ano no Plano Estratégico que prevê a venda desses ativos que nunca deram lucro à Petrobras.

Desde que entrou no ramo em 2010, a petroleira acumula prejuízos de R$ 3,2 bilhões.

Fábio Rodrigues – BiodieselBR.com