Política

Um novo papel para Odacir Klein na Ubrabio


BiodieselBR.com - 13 jan 2012 - 09:57 - Última atualização em: 02 abr 2015 - 14:36

Recentemente, começou a circular pelo setor do biodiesel um rumor persistente de que Odacir Klein estaria prestes a anunciar seu desligamento da União Brasileira do Biodiesel (Ubrabio) onde ocupa o cargo de presidente executivo. Ontem, BiodieselBR conversou com Klein que negou que esteja de saída embora admita que estão acontecendo conversas a respeito de seu papel na entidade e que é bastante provável, pelo menos, seu cargo mude em breve. “O que eu temos discutido internamente aqui na Ubrabio é que precisa haver uma especificação maior de qual é a minha função”, explica.

“Eu tenho esse rótulo de presidente executivo, mas eu não tenho e nem quero ter nenhuma atividade executiva na Ubrabio. Então, eu manifestei o meu desejo de não continuar dessa forma”, disse à BiodieselBR acrescentando que ele e a entidade estão em busca de um novo rótulo institucional para que Klein possa continuar trabalhando a favor da cadeia de biodiesel.

De acordo com Klein, a vontade é descobrir um papel institucional que esteja mais em sintonia com suas competências particulares. Klein não é propriamente um técnico que conheça em profundidade as sutilezas da ciência por trás da produção de biodiesel e nem um empresário com grandes interesses na área, mas um homem público respeitado, dono de um extenso histórico e excelente trâmite dentro de praticamente todas as esferas do governo.

Foi justamente por sua habilidade em conseguir falar com gente que despachava diretamente com o presidente e ministros da república, que Klein acabou sendo convidado a contribuir com o setor de biodiesel quando ele estava se consolidando e precisava construir canais de interlocução com o governo. “Acho que os contatos que fiz nessa época ajudaram o programa do biodiesel a chegar aos 5% de mistura com mais rapidez”, pondera.

Acontece que, desde então, o debate tem se tornado cada vez mais institucional e menos político. Nesse âmbito, Klein passou a se sentir desconfortável com o cargo de presidente executivo da Ubrabio. “Eu não tenho e nem quero ter atividade executiva dentro Ubrabio”, comenta acrescentando que o mais natural é que os processos decisórios internos cabem mais aos associados da entidade.

Por isso, ele está à procura de uma nova forma de inserção na qual possa continuar colaborando com o desenvolvimento do setor de biodiesel. Ele, inclusive, ressalta que manteve bom relacionamento também com as empresas que migraram para a Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil (Aprobio) depois do racha da Ubrabio em maio passado. “Eu não tenho nenhum problema com a Aprobio”, comenta.

Por enquanto, a única coisa realmente clara é que Klein deverá deixar a presidência executiva da Ubrabio. Sua nova posição ainda está para ser inventada. Mas, segundo o próprio, a tendência é que tenha algo a ver com a representação externa da entidade em alto nível e outros papeis de natureza mais institucional.

Fábio Rodrigues - BiodieselBR.com