Política

Haroldo Lima deixará ANP dia 11. Substituto ainda indefinido


Reuters - 23 nov 2011 - 11:58 - Última atualização em: 28 fev 2012 - 11:16

O diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Haroldo Lima, deixará o cargo no dia 11 de dezembro, informou o chefe de gabinete da diretoria, Luiz Eduardo Dutra.

De acordo com ele, o segundo mandato de Haroldo Lima termina agora no final do ano, e uma festa de despedida já foi programada para acontecer no Palácio do Itamaraty, no Rio de Janeiro, no dia 1º de dezembro.

"Convido a todos para esta cerimônia de despedida... no dia 11 de dezembro o diretor-geral deve entregar o cargo e no dia 12 já devemos ter o novo diretor-geral", disse ele em evento sobre óleo e gás promovido pelo Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef).

A saída de Lima ocorrerá em meio a um vazamento de petróleo na bacia de Campos, em um campo operado pela petroleira Chevron.

Dutra explicou que um dos quatro diretores da autarquia assumirá interinamente o cargo até que o Palácio do Planalto defina o nome do novo diretor-geral.

"Pode ser tanto o interino quanto uma pessoa que venha de fora...", afirmou Dutra, acrescentando que o novo diretor-geral precisará ser sabatinado e ter seu nome aprovado pelo Congresso.

O chefe de gabinete disse ainda que há uma carência de funcionários nos quadros da ANP.

"O diretor Haroldo promoveu dois concursos ao longo de sua gestão, mas haveria espaço para um terceiro. Essa é uma decisão que cabe ao Ministério do Planejamento", disse ele.

Ele afirmou que a agência reguladora possui cerca de 700 funcionários permanentes e entre 300 e 400 temporários, e há a necessidade de contratação de pelos mais 150 funcionários.

Rodrigo Viga Gaier

Tags: Anp