PUBLICIDADE
cremer cremer
Política

Bolsonaro pode abrir vale-diesel a veículos urbanos


O Antagonista - 28 jun 2022 - 09:24

O governo federal pode acabar incluindo, entre os beneficiários do chamado “Bolsa-caminhoneiro”, os donos de veículos pequenos e urbanos, como furgões de entrega e peruas movidas a diesel. Como base de dados não exige revalidação constante e estaria sem atualização desde 2017, há a possibilidade de fraudes na emissão do benefício.

A base de dados é conhecida como Registro Nacional dos Transportadores Rodoviários de Carga (RNTRC).

De acordo com os dados mais recentes da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o país tem 872.320 Transportadores Autônomos de Carga (TAC), que operam cerca de 2,57 milhões de veículos.

Destes veículos, algo próximo a 7% são caminhonetes ou furgões de carga, cerca de 179 mil veículos. Outros 0,7% correspondem a outros 18 mil veículos utilitários leves, com capacidade de carregar entre 500 a 1499 kg de carga. Estes veículos menores, que operam em zonas urbanas, fazem parte do RNTRC e poderiam estar aptos a receber o benefício.

Outro problema é que, desde 2017, o registro perdeu a necessidade de renovação, feita a cada cinco anos. Isso permite que o dono de um registro que não renovou seu cadastro desde aquela época esteja elegível para o benefício de um depósito mensal de R$ 1 mil – mesmo que não dirija mais o veículo, nem mesmo o possua.