Política

Aprobio debate competitividade do biodiesel com ministro da Agricultura


Assessoria Aprobio - 12 ago 2016 - 11:02
AprobioMAPA 120816
O presidente da Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil (Aprobio) Erasmo Carlos Battistella e o diretor superintendente da entidade Julio Cesar Minelli estiveram reunidos ontem (11) com o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Blairo Maggi e o secretário de Relações Internacionais do Agronegócio Odilson Luiz Ribeiro e Silva, da mesma pasta.

Na pauta da audiência estava um pedido do apoio de Maggi ao setor de biodiesel. Também foi debatida uma proposta da Aprobio para que o ministério lidere um grupo de trabalho que estude ganhos de eficiência na cadeia produtiva do biocombustível, desde o produtor rural até a exportação de grãos e derivados do complexo soja.

A Aprobio entende ser importante o envolvimento de toda a cadeia, com a participação das entidades representativas do biodiesel, da proteína animal e da soja. Além disso, é fundamental a articulação do governo federal, por meio dos ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação; do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC); da Fazenda, e da Câmara de Comércio Exterior, do MDIC, entre outros órgãos.

Acompanhados do senador Cidinho Santos (PR-MT) e o diretor presidente da Biopar José Wagner dos Santos, os representantes da Aprobio relataram ao ministro o momento atual da atividade produtiva de biodiesel, que ele até já conhece bem, por integrar a Frente Parlamentar do Biodiesel no Congresso Nacional até assumir a pasta na Esplanada dos Ministérios, em maio deste ano.

Para Battistella, o biodiesel brasileiro é um dos melhores do mundo, devido ao rigoroso grau de qualidade exigido pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis. “Contudo, é preciso levar em conta o valor agregado do produto à cadeia produtiva do complexo soja”, ponderou.