Leilões de biodiesel

Paradas programadas reduziram oferta em 11,5 milhões de litros


BiodieselBR.com - 05 jun 2019 - 11:36

A capacidade de oferta do setor de biodiesel durante o quarto bimestre será cerca de 11,5 milhões de litros menor em função de paralizações temporárias da produção anunciadas por usinas que está participando do 67º Leilão de Biodiesel. A listagem foi divulgada pela Petrobras.

No total, 7 unidades produtivas estão com paradas programadas para os meses de julho e agosto. Embora o número de usinas afetadas seja menor do que as 9 do bimestre anterior, a capacidade perdida será quase 50% maior.

Prisma

O motivo principal dessa diferença será a Prisma cuja usina em Sumaré (SP) ficará parada durante todo o mês de julho.

No começo de abril, a unidade sofreu um grave acidente industrial. A paralisação na Prisma representa mais da metade – 6,2 milhões de litros – da oferta perdida durante o bimestre.

Sem ela, as paradas afetariam somente 5,3 milhões de litros em capacidade produtiva.

20190605 L67ParadaProgramadas TABELA

Restrições

Além das paradas, 10 usinas reportaram restrições no carregamento de biodiesel durante o período de entregas do L67.

Em 9 desses casos, as usinas não farão o carregamento de biodiesel em caminhões compartimentados.

Já a Cargill mantém a aviso de que caminhões que tenham transportando álcool e/ou gasolina poderão ser obrigados passar por um processo de purga com duração de duas a três horas antes de serem autorizados a carregar biodiesel.

A lista de usinas com parada programa para o período de entregas do L67 pode ser acessada clicando aqui. Já a de usinas que operam com restrição operacional pode ser acessada clicando aqui.

Fábio Rodrigues – BiodieselBR.com