Leilões de biodiesel

Leilão 28: 461 milhões de litros comprados no 1º dia


BiodieselBR.com - 11 dez 2012 - 18:40
resumo L28_dia1_111212
As negociações da 3ª etapa do 28º Leilão de biodiesel foram encerradas agora há pouco. Num dia de disputa bastante aquecida, as distribuidoras de combustíveis e a Petrobras adquiriam um total de 461 milhões de litros de biodiesel pelos quais pagaram pouco mais de R$ 1,2 bilhão. O preço médio ficou em R$ 2.615,89 o metro cúbico.

Essa foi a etapa em que as distribuidoras compravam das usinas com selo Combustível Social. Logo mais acontece a etapa 4, onde as usinas que não venderam tem a chance de reduzir o preço de suas ofertas.

Amanhã acontece a etapa 5, onde as distribuidoras podem comprar biodiesel de todas as usinas, mas limita a 25% do que compraram no dia de hoje. Dessa forma, o máximo que poderá ser comprado neste leilão é 576,3 milhões de litros. Contudo as compras amanhã deverão ficar bem abaixo desse volume

Embora o horário regulamentar tenha se esgotado às 15h00, as distribuidoras só foram encerrar o dia às 16:37h com 435,78 milhões de litros comprados. Depois do encerramento da disputa, a Petrobras adquiriu outros 25,27 milhões de litros usados para garantir a demanda das chamadas bases democráticas.

Resultados
Comercialmente esse pode ser considerado um bom leilão. Descontada a comissão de R$ 50 por m3 que a Petrobras cobra por gerenciar o leilão e as entregas, as usinas estão faturando uma média de R$ 2,566 por litro vendido.

Das 34 empresas concorrentes, nada menos que 16 conseguiram esgotar todo o biodiesel que colocaram a venda e outras duas ficaram acima de 90%. Quatro usinas garantiram ocupação de 100% durante os dois primeiros meses de 2013 – Biocar (MS), BSBios (PR), Minerva (GO) e SP Bio (SP).

Apenas duas empresas que poderiam ter vendido hoje encerraram o dia sem receber ofertas, a Biotins (TO) e a Grupal (MT).

A maior vendedora da rodada foi a Petrobras Biocombustível que colocou no mercado 64 milhões de litros (97% de sua oferta). Com R$ 2.762,00 por m3, a PBio também conseguiu um dos maiores preços médios pagos pelo mercado nessa rodada. Das que venderam tudo, a SP Bio foi a que teve o biodiesel mais cotado – R$ 2.668 por m3.

Bimestre
A julgar pelas compras que as distribuidoras estão fazendo agora, o setor está esperando um forte crescimento no começo de 2013.

No mesmo período de 2012, foram necessários 405,3 milhões de litros para garantir a adição de 5% de biodiesel no diesel mineral. Esse volume já foi superado em mais de 14% hoje e ainda temos mais um dia de negociações pela frente.

Veja o resultado parcial do leilão aqui.

O leilão continua amanhã a partir das 14h, com cobertura ao vivo da BiodieselBR.

Fábio Rodrigues – BiodieselBR.com