PUBLICIDADE
cremer cremer
Distribuição

Setor de combustíveis consegue suprir demanda de diesel do país, diz IBP


Valor Econômico - 25 ago 2022 - 08:56

Os agentes do setor de combustíveis estão ofertando a quantidade necessária para atender o abastecimento do país, apesar da instabilidade do mercado internacional, aponta boletim recente de monitoramento do Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás (IBP).

O balanço de oferta e demanda de óleo diesel S-10 da entidade indica um pequeno saldo positivo entre a oferta e a demanda – soma da produção nacional e internacional - em agosto, setembro e dezembro, com um quadro praticamente justo em outubro e novembro.

O IBP salienta que os dados de importação incluem volumes de 52 mil m³ em agosto e de 45 mil m³ em setembro, informados pela Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom).

Em agosto, a oferta prevista é de 3,52 milhões de metros cúbicos (m³), para uma demanda de 3,46 milhões de m³.

Para setembro, a oferta prevista é de 3,407 milhões de m³, contra consumo de 3,27 milhões de m³.

Outubro tem oferta de 3,39 milhões de m³, contra demanda de 3,39 milhões de m³, enquanto novembro tem produção mais importação estimada de 3,11 milhões de m³, ante consumo de 3,12 milhões de m³.

Ainda de acordo com o IBP, em dezembro, a previsão é de uma oferta interna de 3,14 milhões de m³ frente a um consumo esperado de 3,05 milhões de m³.

“Vale ressaltar que este cenário representa a fotografia do momento atual. Variações na demanda, produção e importação efetivamente realizadas podem levar a resultados diferentes”, disse o IBP, em comunicado.

A entidade reiterou que a estimativa de abastecimento de diesel B (com adição de 10% de biodiesel) para 2022 deve crescer 1,6% em 2022, na comparação com o ano passado.

Fábio Couto – Valor Econômico