Motores

Associação argentina apresenta resultados de testes com B10


BiodieselBR.com - 15 mar 2012 - 11:59 - Última atualização em: 16 mar 2012 - 09:27
carbio-b10-motor2
Ao longo do ano passado, a Câmara Argentina dos Biocombustíveis (Carbio) patrocinou um estudo a respeito dos possíveis impactos da ampliação da mistura de biodiesel para 10% no funcionamento dos motores. Os resultados foram apresentados agora em março na mais recente edição da Expoagro – uma das mais importantes feiras agrícolas argentinas. No geral, as conclusões foram positivas.

Os testes foram realizados pelos técnicos do Laboratório Oreste Berta. Os pesquisadores submeteram uma caminhonete zero quilômetro a testes de durabilidade, rodando 20 mil quilômetros em alta velocidade em condições normais de uso do veículo. O biodiesel usado para o teste foi feito 100% a base de soja.

Os resultados obtidos indicam que o uso do B10 não alterou o desempenho normal do motor e nem dos lubrificantes.

Os resultados foram apresentados na Expoagro por Alberto Garibaldi, da Ingeniería Garibaldi Consultores Técnicos. Segundo ele, os resultados obtidos comprovam a viabilidade técnica do aumento da mistura na Argentina.

Algumas das constatações:
- O biodiesel não diluiu os lubrificantes;
- A viscosidade se manteve dentro dos padrões definidos;
- Os valores de oxidação e nitração determinados por infravermelho permaneceram abaixo dos valores permitidos;
- As emissões de enxofre ficaram bem abaixo dos níveis máximo;
- Houve um aumento da pressão durante a fase de compressão o que pode ser explicado pela melhor vedação proporcionada pela lubricidade do biodiesel;

carbio-b10-motor1

BiodieselBR com informações da Carbio