Especificação

Qualidade do biodiesel será discutida em evento na Embrapa Agroenergia


Embrapa Agroenergia - 17 jul 2012 - 09:33 - Última atualização em: 29 nov -1 - 20:53
qualidade-biodiesel-tubo-ensaio
Com o objetivo de discutir soluções para mitigar problemas como a degradação e a contaminação microbiana, a Embrapa Agroenergia promove o Workshop sobre Controle Pleno da Qualidade do Biodiesel e Mistura com Diesel. O evento acontece em 8 de agosto, no auditório da instituição, em Brasília.

“O aumento do uso do biodiesel na matriz energética brasileira ainda enfrenta desafios e um deles é a qualidade do biocombustível, que tem apresentado problemas de estabilidade”, diz a pesquisadora da Embrapa Agroenergia Itânia Soares, que é coordenadora do Workshop. Ela explica que o biodiesel pode sofrer degradação por vários fatores. Processos de oxidação e contaminação por fungos e bactérias são dois exemplos. Estudos liderados pelo Instituto Nacional de Tecnologia (INT) e a Universidade Federal do Rio Grande Sul (UFRGS) encontraram problemas de degradação em cerca de 25% das amostras de biodiesel coletadas em usinas naquele estado e em postos de combustíveis do Paraná.

Em maio deste ano, foi publicada a Resolução nº 14/2012 da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), que estabelece novos parâmetros de qualidade para o biodiesel. As principais mudanças estão no ponto de entupimento do filtro a frio e no teor máximo de água. Vinícius Skrobot, da ANP, estará no evento e ministrará palestra sobre especificação e controle de qualidade do biodiesel e do óleo diesel.

O Encontro contará também com palestra do consultor-técnico Donato Aranda, da União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (UBRABIO), que falará sobre propriedades no armazenamento de blends de biodiesel de soja, sebo e palma. O evento também terá ainda uma palestra sobre a situação atual e as perspectivas do Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel (PNPB), que será ministrada por Rodrigo Rodrigues, da Casa Civil. Iniciado em 2005, o Programa permitiu que o Brasil saísse de uma produção nula para alcançar cerca de 2,5 bilhões de litros gerados em 2010, com a adição de 5% do biocombustível a todo o óleo diesel comercializado no País.

As diferentes formas de contaminação do biodiesel e as estratégias de controle de qualidade serão debatidas em palestras ministradas por Fátima Menezes Bento, da UFRGS, Eduardo Homem de Siqueira Cavalcanti, do INT, Bill Jorge Costa, do Instituto de Tecnologia do Paraná, e Gizelle Bedendo, da Sinc do Brasil. Esta última empresa é uma das patrocinadoras do workshop.

A programação completa está disponível no site da Embrapa Agroenergia. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (61) 3448-1581 ou pelo e-mail [email protected]