Cidades

Ônibus de São Paulo proibidos de usar adesivos da Ecofrota


BiodieselBR.com - 15 jul 2016 - 12:14

Os ônibus de São Paulo que não usem combustíveis alternativos estão proibidos de circular usando adesivos do Ecofrota – programa lançado pela prefeitura paulistana em 2011 para estimular a adoção de energia limpa em seu sistema de transportes públicos. A decisão foi tomada ontem (14) pelo Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) que, por unanimidade, considerou a prática propaganda enganosa.

Serão afetados apenas os ônibus que informam serem movidos com biocombustível e diesel feito de cana-de-açúcar. Os veículos elétricos poderão manter a identificação.

A votação foi realizada atendendo a uma denúncia feita em abril pelo vereador paulistano Gilberto Natalini (PV). Segundo o parlamentar, embora o uso de biocombustíveis tenha sido descontinuado em 2014 quando a atual administração suspendeu os repasses para as empresas, “milhares de ônibus seguem adesivados indevidamente”.

De acordo com a decisão do Conar, além da retirada de adesivos e mensagens nos ônibus que circulam pela capital paulista, o site da Prefeitura também deverá ser corrigido.

O Ecofrota foi criado para atender a determinação da Lei Municipal de Mudanças Climáticas que estipula que, até 2018, toda a frota de ônibus da maior cidade do país deverá operar com combustíveis renováveis. No entanto, o programa foi paralisado em 2014 em função de seu elevado custo.

Fábio Rodrigues – BiodieselBR.com