Soja

Soja sobe na maioria dos estados


Agrolink - 24 ago 2020 - 09:44

As informações divulgadas pela T&F Consultoria Agroeconômica deram conta de que os preços da soja subiram na maioria das praças do Brasil no encerramento da última semana. No Rio Grande do Sul, por exemplo, a soja subiu mais um real no porto e permaneceu inalterada no interior.

“A grande escassez de matéria-prima fez o preço da soja subir mais um real/saca para R$ 132,00/saca no porto gaúcho de Rio Grande, pago pelas indústrias locais, nesta sexta-feira. Na semana o preço subiu 1,54%. No interior, no entroncamento ferroviário de Cruz Alta e em Passo Fundo o preço se manteve em R$ 130,00 e R$ 129,00 em Ijuí para final de setembro”, comenta a consultoria.

No Paraná, no entanto, praticamente não houve mercado, com raríssimas ofertas por falta de produto. “Mais de 95% da soja do Paraná da safra 2029/20 já está comprometida, o que significa que não há mais muita disponibilidade para negociação. Por isso hoje foi um dia parado, com preços inalterados. No mercado de balcão o preço oferecido ao agricultor na região de Ponta Grossa continuou a R$ 110,00, segundo informações de mercado”, indica.

“No Mato Grosso do Sul, como não tem muito volume disponível os preços estão na casa dos R$ 130,00 em Dourados. Para 2021 preços ao redor de R$104,00 para março e abril. Da safra 2022 foram negociadas cerca de 20.000 toneladas, com comprador oferecendo R$ 98,00 mais ou menos. No Mato Grosso da safra 2019/2020 foram negociadas 30.000 toneladas. Estoque baixo, mercado muito especulado pelo vendedor”, completa.

Em Goiás os preços subiram para R$ 128,50/saca em Rio Verde e R$ 127,0 em Montevidiu, R$ 120,00 em Cristalina e Morrinhos, R$ 120,00 em Formosa. “Em Minas Gerais, os preços que as Tradings puderam oferecer pela soja disponível permaneceram inalterados em R$ 119,00, em Patrocínio, subiu um real/saca para R$ 119,00 em Patos de Minas e permaneceu em R$ 120,00 em Uberlândia”, conclui.