Soja

Futuros da soja disparam na Bolsa de Chicago


Agrolink - 07 mai 2021 - 10:09

Os futuros da soja na Bolsa de Chicago dispararam na quinta-feira, com os contratos do primeiro mês sendo negociados no nível mais alto em mais de oito anos nos mercados flutuantes de óleo de soja e milho, e preocupações com a perda de área plantada de soja nos Estados Unidos. As informações foram divulgadas pela TF Agroeconômica.

“Os futuros de julho do primeiro mês estavam sendo negociados a US$ 15,66/t no momento da publicação, 1,5% mais alta no dia, e os contratos de novas safras subiram ainda mais, 2,1-2,2%. A soja deu força ao feijão, uma vez que os futuros alcançaram novos máximos durante a sessão e foram apoiados por um aumento no óleo de palma para uma nova alta de 13 anos, e o contrato também foi impulsionado por perspectivas robustas de demanda de óleo vegetal, incluindo do setor de biodiesel”, comenta a consultoria.

O milho continuou a sustentar a soja, uma vez que os futuros ultrapassaram as altas recentes mais uma vez, devido às preocupações climáticas não resolvidas pesando sobre novas safras, especialmente no Brasil. “No geral, as commodities foram negociadas em alta durante a sessão, já que os temores de inflação aumentaram nos EUA após os comentários da secretária do Tesouro, Janet Yellen, na terça-feira. Enquanto isso, são esperadas novas interrupções no mercado de frete, relacionadas à situação de pandemia caótica na Índia”, completa.

“Os mercados de grãos foram projetados mais apertados, com estimativas de estoques finais de 2021 reduzidas pelas Nações Unidas, Organização para a Alimentação e Agricultura (FAO) em relatório divulgado na quinta-feira", conclui.

Leonardo Gottems – Agrolink
 

Tags: Chicago Soja