PUBLICIDADE
Soja

Área plantada com soja pode bater novo recorde


Valor Econômico - 23 jul 2019 - 10:03

Mesmo com uma oferta global de soja 75% maior que a demanda na temporada 2018/19, que terminou em junho, os agricultores brasileiros podem plantar soja em uma área recorde na temporada 2019/20. De acordo com analistas, o plantio pode ser estimulado pela quebra da safra americana, que está em fase de desenvolvimento, e pela continuidade da disputa comercial entre os EUA e a China.

De acordo com as últimas projeções da consultoria Safras & Mercado, os produtores brasileiros devem plantar 36,6 milhões de hectares, a maior área da história. O escritório local do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) no Brasil também projeta área recorde, calculando 37 milhões de hectares. A consultoria Agroconsult projeta 36,5 milhões de hectares.

A semeadura da temporada começará apenas em setembro e, até lá, o cenário ainda pode mudar. De qualquer forma, se a projeção da Safras & Mercado se confirmar, a área plantada crescerá 0,8% ante o total de 36,3 milhões de hectares semeado no ciclo 2018/19.

O analista Luiz Fernando Roque, da Safras, avaliou que, apesar do novo recorde, o ritmo de aumento da área deverá diminuir nesta safra, em comparação com as anteriores.

Na bolsa de Chicago, referência para as cotações da oleaginosa, o aumento da oferta brasileira pode exercer pressão baixista. Embora haja a certeza de quebra de safra nos EUA na temporada 2019/20, é grande a dúvida com relação ao tamanho da demanda dos chineses.

A grande questão está no real efeito da peste suína africana sobre o plantel da China. Com menos suínos para alimentar, é esperada redução no uso da soja para produção de ração. Segundo Ana Luiza Lodi, analista da consultoria da INTL FCStone, a demanda chinesa deve ficar consideravelmente deprimida neste e no próximo ano.

Contudo, até setembro, tudo pode mudar. Só em agosto, pontuam analistas da INTL FCStone, será possível ter certeza de qual será o tamanho real da safra americana.

"Temos níveis de estoques recordes e há a possibilidade de ser registrada uma área maior nos EUA no relatório de agosto do USDA", disse a analista da FCStone, em análise trimestral divulgada recentemente.

No último relatório de área do USDA, o órgão informou que os agricultores do país plantaram 32,4 milhões de hectares com soja, abaixo da perspectiva de analistas. Os trabalhos em campo, contudo, continuaram depois que a pesquisa foi realizada, com o agricultor esperando subsídios do governo. Perspectivas do mercado apontam que a área semeada nos EUA pode chegar a 33,6 milhões de hectares.

Um possível, mas não provável, acordo entre Pequim e Washington também poderia alterar o cenário de preços e até provocar a redução de área de soja no Brasil.

Kauanna Navarro – Valor Econômico