Sebo bovino

Produção de biodiesel é alternativa sustentável para o sebo


Clicrbs - 01 jun 2012 - 09:20
Sebo-010612 copyAntes descartado, o sebo bovino agora ganhou outra destinação. A matéria-prima é a segunda mais utilizada nas usinas de biodiesel, com uma participação de 15%, ficando apenas atrás da soja.

A utilização foi apresentada na última Fenagra, feira para o setor de Graxarias. Conforme o diretor do evento, Daniel Geraldes, com o estímulo à produção de biodiesel, este é um mercado crescente no país.

- Depois que se descobriu a importância para ser utilizado como biodiesel, esse mercado vem crescendo cada vez mais porque é uma indústria verde, uma indústria que agrega valor ao mercado, de sustentabilidade. Há o interesse das indústrias cada vez maior em destinar o sebo para o biodiesel - explica.

Uma tonelada do sebo chega a valer R$ 2 mil, o que gera uma alternativa de renda. Além do ganho econômico, o presidente da NutriSeara, empresa catarinense que trabalha no setor, José Antonio Moreira, destaca também o ganho ambiental gerado com este reaproveitamento, já que o material não é mais descartado na natureza como antigamente.

- No Brasil inteiro praticamente não se descarta mais, como se via antigamente. Antes se jogavam os resíduos do bovino nos rios, nos aterros, se enterravam no fundo dos terrenos porque não tinha o que se fazer. Hoje é uma realidade, tem o que se fazer. É um produto nobre e com preço acessível - ressalta.

A qualidade do biodiesel bovino foi atestada pela Agência Nacional de Petróleo (ANP). Conforme o Sindicato Nacional dos Coletores e Beneficiadores de Sub Produtos de Origem Animal, a indústria nacional processa, aproximadamente, 4,5 milhões de toneladas de subproduto e movimenta atualmente mais de R$ 2 bilhões.
Tags: Sebo bovino