Óleo de cozinha

App de reciclagem incentiva troca de óleo de cozinha usado e garrafas plásticas por dinheiro


BiodieselBR.com - 29 set 2020 - 09:36

Os moradores do Jardim São Remo, na zona oeste de São Paulo, poderão vender óleo de cozinha usado e garrafas plásticas em pontos de coleta da comunidade, utilizando o aplicativo Óleo pelo Futuro, desenvolvido pela Cicla - empresa especializada no desenvolvimento de projetos de economia circular.

A iniciativa faz parte do projeto Óleo pelo Futuro, realizado em parceria com o BID, o Banco Interamericano de Desenvolvimento, e que já ajudou na coleta de 14 milhões de litros de óleo, envolvendo mais de 90 cooperativas de reciclagem em todo o Estado de São Paulo.

Desde a inauguração do projeto, no início deste ano, a Cicla já criou cinco pontos de coleta para facilitar a entrega do óleo de cozinha e, até o lançamento do aplicativo, o litro do produto era trocado por sabão - que é um dos componentes fabricados a partir do reuso do óleo.

Com a implantação da plataforma online, os moradores passarão a receber R$0,50 por cada litro de óleo usado coletado e também poderão vender garrafas plásticas, que valem R$ 0,50 o quilo. Atualmente, a média mensal de coleta de óleo é de 100 litros e o objetivo é aumentar ainda mais esse número, com a participação ativa da população.

"A conscientização da sociedade é essencial para conseguirmos aumentar as taxas de reciclagem no País e diminuir a quantidade de resíduos despejados em aterros e lixões. Nosso trabalho é mostrar que todos têm um papel nessa cadeia de produção e de descarte de embalagens e que é possível lucrar com este sistema, ao mesmo tempo em que se preserva a natureza", afirma Daniel Carvalho, CEO da Cicla.

A iniciativa coloca em prática o sistema de economia circular, em que os cidadãos entregam óleo usado e o produto é enviado para cooperativas. Lá, é tratado e comercializado para indústrias, a maioria produtoras de sabão, detergentes e até tintas à base de óleo e biodiesel.

Entre 2017 e 2020, a campanha deu suporte para a coleta de 14 milhões de litros de óleo, envolvendo mais de 90 cooperativas em todo o Estado de São Paulo.

O aplicativo de reciclagem também está sendo desenvolvido para oferecer um sistema de acúmulo de pontos, denominados "ciclas", que poderão ser trocados por benefícios ou doados para projetos comunitários. Nessa fase, a empresa procura por parceiros que queiram integrar a plataforma, oferecendo produtos ou serviços.

Depois da São Remo, o objetivo é expandir o uso do app e o mesmo método de compensação financeira para outras cinco comunidades até o final de 2021. Para isso, já está disponível no site do Óleo pelo Futuro um formulário para quem tiver interesse em se tornar um ponto de entrega voluntária.

Camila Tuchlinski – Terra