Argentina

Argentina busca alternativas ao mercado espanhol


BiodieselBR.com - 31 jul 2012 - 09:43 - Última atualização em: 29 nov -1 - 20:53
argentina030712
As notícias de que a Espanha continua importando normalmente biodiesel da Argentina, apesar o bloqueio anunciado em maio pelo governo de Madrid, podem ter sido precipitadas. Há poucos dias a Câmara Argentina de Biocombustíveis (Carbio) reconheceu que os níveis de exportação só têm se mantido em função de contratos fechados antes da proibição.

De acordo com a entidade representativa dos fabricantes de biodiesel da Argentina, os impactos da Ordem Ministerial promulgada pela Espanha só deverá começar a ser sentida a partir dos próximos meses, mas, depois disso, os embarques do país vizinho em direção ao país ibérico vão começar a cair até se tornarem “praticamente insignificantes”.

A Argentina é a maior exportadora de biodiesel do mundo. Ano passado, os produtores enviaram para o exterior cerca de 1,7 milhão de toneladas de biodiesel. A Espanha é seu maior cliente individual, absorvendo bem mais da metade desse volume. De acordo com dados divulgados pela consultoria alemã Oil World, em junho a Espanha comprou 70 mil toneladas de biodiesel argentino e a Carbio contabiliza que as exportações totais do mês passado somaram 127 mil toneladas.

A Carbio está em busca de alternativas e vem defendendo o aumento da mistura obrigatória do país para 10%, conforme vem sendo especulado desde abril.

Alemanha
Pode ser que o revés no mercado espanhol não chegue a afetar tanto assim as vendas externas das usinas argentinas. Na semana passada a agência Reuters noticiou que a Alemanha vem importando cada vez mais biodiesel do país sul-americano e deverá se tornar o principal importador em breve.

Em entrevista concedida à agência, o analista do mercado argentino de biodiesel, Gustavo Idigoras, disse que ao aumento das importações do país europeu é o que vai permitir às usinas alemãs abastecerem o mercado espanhol.

Durante o primeiro semestre, as exportações argentinas para os 27 países da União Europeia cresceram 32% em relação ao ano passado.

Fábio Rodrigues - BiodieselBR.com
Tags: Argentina