Conferência BiodieselBR 2014

Os rumos do Selo Social


BiodieselBR.com - 19 nov 2014 - 09:54 - Última atualização em: 29 nov -1 - 20:53
andre machado MDAO coordenador geral de biocombustíveis do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), André Machado, foi o palestrante a encerrar o primeiro dia Conferência BiodieselBR 2014. Coube a ele fazer a defesa do Selo Combustível Social, iniciativa desenhada e mantida pelo ministério é a parte visível das metas sociais que o governo federal espera atingir com o Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel (PNPB) – usinas detentoras do Selo ficam obrigadas a comprar parte de suas matérias-primas junto a fornecedores da agricultura familiar.

O problema é que, nos últimos anos, o número de agricultores beneficiados pelo Selo vem recuando – de mais de 104 mil famílias incluídas em 2011 foi para 83,7 mil famílias no ano passado. Isso espalhou a noção de que o programa do MDA está falhando. Embora reconheça que existem problemas, Machado minimiza a situação. “O Selo não é, hoje, tão efetivo quanto foi pensado, mas discordo totalmente de quem fala em fracasso”, diz destacando que o envolvimento da agricultura familiar na produção de biodiesel chegou a receber elogios da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). “Eles [a FAO] citam o Selo como uma política pública ousada”, prossegue.


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR