PUBLICIDADE
Em Foco

Volvo apresenta fábrica no Brasil do Hibribus (eletricidade + biodiesel)


Prefeitura Municipal de Curitiba - 10 out 2011 - 10:53 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:17

A capital paranaense será a primeira a fabricar ônibus híbridos fora da Suécia e a primeira a ter os veículos operando em uma linha convencional já no ano que vem.  Serão 60 hibribus, já encomendados pela Prefeitura, operando no Interbairros 1, que circula em bairros no entorno do Centro.

A pré-produção do hibribus em Curitiba começa em 2012 com uma previsão de 80 unidades e foi definida pelo presidente mundial da Volvo, Hakan Karlsson e o prefeito Luciano Ducci, em encontro na Suécia no mês de junho.

Hoje, os híbridos da Volvo são produzidos conjuntamente por duas plantas - a de Boros, a 80 quilômetros de Gotemburgo, e a de Wroclaw, na Polônia.

Nesta semana o presidente da Volvo Bus Latin America, Luiz Carlos Pimenta, apresentou ao prefeito Luciano Ducci a nova planta industrial da empresa em Curitiba. Na reunião da qual participaram ainda o diretor de Suporte Administrativo da montadora, Paulo Follador, e o gerente de Assuntos Institucionais da Volvo, Alexandre Parker, foram detalhados as obras devem ser concluídas até dezembro de 2012.

Serão 300 mil metros quadrados de área construída para a produção dos ônibus híbridos, câmbios, cabines de caminhão e abrigar novas alas administrativas e de atendimento aos clientes. As obras devem ser concluídas até dezembro de 2012.

O projeto de ampliação da Volvo já gerou empregos. Antes mesmo do início das obras já foram contratados mais de dois mil funcionários.

A fábrica
Na escolha para a instalação da fábrica do hibribus, Curitiba venceu Índia e México na disputa para a implantação da fábrica de hibribus. O investimento na linha de produção do hibribus será de R$ 16 milhões, com geração de 30 empregos de alta qualificação, para engenheiros. O desenho do chassi do hibribus da versão nacional do ônibus será feito em Curitiba.

A nova linha da Volvo vai produzir chassis de ônibus híbridos, movidos a eletricidade e a biodiesel. O produto escolhido é um chassi padrão, na configuração 4x2 eixos. O motor tem tecnologia similar à usada da Fórmula 1, que transforma energia mecânica em energia elétrica.

Boa parte do desenvolvimento do novo produto será feita localmente, uma vez que será necessário desenvolver a tecnologia híbrida junto aos parceiros que produzem as carrocerias. No Brasil, a Volvo produz somente o chassi do ônibus. O encarroçamento é feito por outras empresas.

Em 2010 Curitiba testou com sucesso os hibribus na linha Interbairros II. A emissão de poluentes do ônibus híbrido é 50% menor do que nos ônibus comuns. A economia de combustível fóssil chega a 40%. O ônibus também pode utilizar o biodiesel.

Testes em Porto Alegre
O ônibus híbrido movido a biocombustível e eletricidade que será produzido na nova fábrica da Volvo em Curitiba, na qual serão investidos R$ 210 milhões, está sendo testado nesta semana em Porto Alegre para futuramente integrar a frota de transporte da capital gaúcha.

Tags: Hibribus Volvo