BASF
Em Foco

Rossetto diz que Brasil será, ano que vem, o maior produtor mundial de biodiesel


Agência Brasil - 09 nov 2011 - 13:45 - Última atualização em: 19 fev 2012 - 15:39

Em 2012, o Brasil deverá ultrapassar a Alemanha na produção de biodiesel, se transformando no maior produtor mundial desse tipo de combustível. A previsão é do presidente da Petrobras Biocombustível, Miguel Rossetto, que participou na tarde de hoje (9) de uma audiência pública da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado.

Segundo ele, apesar de ser considerado um sucesso, o programa de biodiesel brasileiro ainda tem desafios como a descentralização da produção e a ampliação da participação da agricultura familiar como fornecedora de matéria prima. “Nosso desafio é continuar crescendo com sucesso, mas de uma forma mais bem distribuída nos estados brasileiros e com maior participação dos pequenos produtores, especialmente nas regiões mais empobrecidas”, disse à Agência Brasil, antes da audiência.

De 2008 a 2011, a venda de biodiesel cresceu de 1,1 milhão de metros cúbicos (m³) para 2,6 milhões de m³. As regiões Centro-Oeste e Sul concentram o maior número de usinas. Em 2010, cerca de 100 mil agricultores familiares faziam parte do programa de biodiesel, mas, segundo Rossetto, a produção e a renda dessas famílias ainda não são satisfatórias.

Segundo Rossetto, o crescimento do programa de biodiesel depende do aumento da quantidade de biodiesel que é misturado ao óleo diesel mineral, atualmente na proporção de 5%, além do incentivo à exportação. Ele defendeu a atualização dos incentivos fiscais e tributários para o setor,  assegurando apoio às regiões de menor desenvolvimento agrícola e social.

Rosseto também falou sobre o etanol, cuja produção e consumo estão em queda. Nos próximos dias, o governo deve anunciar medidas para estimular o setor. “As medidas já estão definidas pelos ministérios da Fazenda e de Minas e Energia. Imagino que até sexta-feira [11] ou segunda-feira [14] isso seja anunciado”. Além de financiamento para estocagem, também devem ser abertas linhas de crédito para estimular a renovação e expansão dos canaviais e para aproveitar a capacidade ociosa das usinas.

Sabrina Craide - Agência Brasil

Nota BiodieselBR: Analisando o cenário atual ainda é cedo para prever que o Brasil será o maior produtor de biodiesel do mundo. Apesar de possivelmente ultrapassarmos a Alemanha no próximo ano, os EUA e a Argentina vivem uma perspectiva de crescimento mais intensa que a realidade brasileira.

Mantendo-se o uso de B5, a produção nacional em 2012 ficará em torno de 3 bilhões de litros. Na Argentina o Instituto Nacional de Tecnologia Agropecuário (INTA) previu para este ano uma produção de 3,6 bilhões de litros. Já os EUA, que vivem um período de intenso crescimento, devem terminar 2011 com uma produção também acima de 3 bilhões de litros. Portanto, no cenário atual, é mais prudente colocar o Brasil como o terceiro maior produtor de biodiesel do mundo em 2012, uma vez que o mercado alemão passa por problemas. Já em relação ao consumo, o Brasil deve ultrapassar a Alemanha já neste ano e ser o maior consumidor deste biocombustível do mundo.

Mais detalhes sobre o assunto aqui.

Tags: Ranking