Univaldo Vedana

A crise financeira mundial e o preço dos óleos vegetais


Univaldo Vedana - 18 set 2008 - 13:01 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:07

A necessidade dos fundos, bancos, especuladores e outros operadores mundiais de ações em tapar prejuízos em outras aplicações estão obrigando a liquidação de contratos em operações com commodities.

Essas vendas em grandes volumes empurram os preços para baixo. Esse movimento, na opinião de analistas, é a principal causa da baixa generalizada nos últimos dias do preço das commodities agrícolas.

Quem virou o mês de agosto comprado em óleo de soja na bolsa de Chicago amarga um prejuízo de 18% até 16/09.

Como não houve explicações convincentes quando o óleo bateu U$ 0,70 por libra peso e não se sustentou, na minha opinião foram ações especulativas, agora não acredito que se sustentará ao redor dos U$ 0,40 por libra peso.

O óleo abaixo de U$ 0,50 por libra peso faz com que as usinas de biodiesel no mundo inteiro passem a produzir secando os estoques e empurrando os preços para cima.

Com a saída dos especuladores da bolsa de Chicago, permanecerão somente as empresas e operadores que realmente estão no ramo, precisando comprar e vender o produto, isso acontecendo teremos um mercado mais próximo da realidade, guiado pela real necessidade, com o preço subindo ou descendo de acordo com a oferta e procura.

Teremos um mercado “gangorra”. A conferir.

Univaldo Vedana é analista do setor de biodiesel